Movimento Sindical de 1970

Páginas: 17 (4188 palavras) Publicado: 27 de novembro de 2014
 História do Sindicalismo no Brasil


"Que ninguém mais ouse duvidar da
capacidade de luta da classe trabalhadora" - Lula

A indústria brasileira se desenvolveu tardiamente em relação às grandespotências capitalistas. Na passagem dos séculos 19 e 20, a economia brasileira era ainda predominantemente agrícola.
No início do século 20, jornadas de 14 ou 16 horas diárias ainda eram comuns. Assim como a exploração da força de trabalho de mulheres e crianças. Os salários pagos eram extremamente baixos, havendo reduções salariais como forma de punição e castigo. Todos eramexplorados sem qualquer direito ou proteção legal. A primeira greve no Brasil foi a dos tipógrafos do Rio de Janeiro, em 1858, contra as injustiças patronais e por melhores salários.
Os imigrantes, enganados com promessas nunca cumpridas, trouxeram experiências de luta muito mais avançadas do que as que haviam no Brasil, e é a partir deles que se organizou o anarquismo, que foi aposição hegemônica do movimento operário brasileiro no período de nascimento e consolidação da indústria.


Movimento Sindical na década de 70


Era uma vez uma inflação que viveu camuflada por muito tempo entre as pessoas. Todo mundo sentia sua incômoda presença nos salários que diminuíam e nospreços que subiam. Mas o general de plantão e seu ministro (nesta história estes papéis cabem a Médici e Delfim) negavam a existência de tal bicho em tamanhas proporções. Até que um dia o rabo aparece e, pelo tamanho do rabo, dava pra se ver o tamanho do bicho. Em 77, o Banco Mundial publica em uma nota ao pé de página de seu relatório, que a inflação no Brasil, de 73 a 74, havia sido de 23,5% e nãode 15,4% como haviam divulgado à população, que até saber da verdade, estava crente no milagre. A notícia se espalhou e chegou no ABC. Os metalúrgicos resolveram cobrar o prejuízo acumulado (34,1%, segundo cálculos do DIEESE), daí, era uma vez um milagre. Começava um novo sindicalismo, que iria ser decisivo na recondução do País à democracia.
Na década de 70,principalmente, começa a surgir um novo sindicalismo, que retomou as comissões de fábrica e propôs um modelo de sindicato livre da estrutura sindical atrelada. Este fenômeno aparece com maior nitidez no ABCD paulista (cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Diadema).
Surge, também, a mais expressiva liderança sindical brasileira de todos os tempos: Luiz Inácio da Silva, o Lula,que em 1969 participa pela primeira vez da diretoria de um sindicato, como suplente.

1978 - A história do novo sindicalismo no Brasil começa aqui, quando os trabalhadores da Scania, uma montadora de veículos em São Bernardo do Campo, ABC Paulista, entraram na fábrica, batem o cartão de ponto, vestem seus macacões, vão para os seus locais de trabalho diantedas máquinas, mas não as ligam: cruzaram os braços. Realizam uma greve por reajuste salarial.No momento, eles não poderiam imaginar que com aquele gesto, aparentemente simples, estavam abrindo o caminho de uma nova proposta sindical para o Brasil . O movimento desafia a Lei de Greve, imposta pelo regime militar. É um gesto corajoso. O regime responde com dureza a ousadia dos metalúrgicos. Depoisdisso, muita coisa começa a mudar no País.

1979 - O general João Batista Figueiredo assume o comando e, em seu discurso de posse, promete fazer do País uma democracia. E quem fosse contra, ele arrebentava e mandava prender. Dito e feito ao contrário. A ditadura baixa a repressão em cima dos metalúrgicos, que lutam justamente por democracia. O governo...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • movimento sindical
  • Movimentos sindicais
  • Movimento sindical
  • Movimento Sindical
  • Movimento sindical
  • Movimento sindical
  • movimento sindical
  • Movimentos sociais: movimento sindical

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!