Mito de consumo

Páginas: 29 (7241 palavras) Publicado: 22 de outubro de 2013
Sumario
I – INTRODUÇÃO

I I – O Mito
1 – Mito para a psicologia
1.1 Arquetipos
2 – Mito de consumo
2.2 - O uso do mito de consumo na publicidade
4 – Mito na mídia
5 – Globalização
I I I – A Construção do Mito na sociedade
1 – Introdução do mito de consumo
1.1 – Ambiente familiar
1.2 - Visão social
1.3 - Meios de comunicação
2 – Comportamento doconsumidor
2.1 – Consumo Cultural
2.3 – Status social e o mito
4 – Considerações finais


INTRODUÇÃO
Após séculos de história, mitos e símbolos foram se perdendo, as histórias de heróis e grandes reis foram esquecidos. Estamos hoje em uma sociedade totalmente livre de mitos?
O seguinte trabalho apresenta a idéia de que os mitos não foram perdidos, mas sim substituídos. Coca-cola, McDonalds, Gillete, Maisena, Justin Bieber, Lady Gaga são símbolos e mitos atuais que possuem um significado tão grande, às vezes até maior, que qualquer religião, mas esses produtos não são apenas uma criação do marketing e propaganda, mas sim de uma necessidade a ser preenchida de nossa subjetividade, durante este trabalho iremos ver o que é mito tanto para a psicologia, tendo como base a psicologiaanalítica Junguiana, quanto para o marketing.
Veremos também o papel do mito como produto da sociedade e cultura e como a globalização ajuda na expansão desse mito, principalmente como ele atua em nossas vidas.
Durante o trabalho iremos lembrar de figuras que até hoje são lembradas por seus feitos, não estou falando de Hercules ou Aquiles, mas sim de Beatles e Elvis. Esses mitos possuem grandeparte de sua vida como uma história que faz com que eles se tornem um símbolo, algo a se atingir ou, completamente ao contrário, algo que nunca queremos ser.
Este trabalho pretende concluir que esse mito possui essa grandiosidade não pela ajuda da publicidade e propaganda ou do marketing, mas sim pela necessidade subjetiva de que há coisas e pessoas com um poder tão grande que os idolatramos ou osdestruímos.




MITO
Estamos bem acostumados com a palavra mito ou mitologia, mas o que realmente é mito? Para Campbell (1990) mitos são histórias de nossa busca da verdade, de sentido, de significação, através dos tempos. Com isso podemos imaginar uma forma multifacetada para o que é mito e que vai muito além de contos que eram passados de um para o outro sobre deuses e panteões, os mitosexistem no nosso dia-a-dia, disfarçados e escondidos por conta da preocupação com o tempo e o trabalho, mas ainda assim arrumamos uma brecha para uma contemplação pessoal, para colocarmos significados e sentidos pessoais ou sociais em muitas coisas.
“O mito é uma narrativa. É um discurso, uma fala. É uma forma de as sociedades espelharem suas contradições, exprimirem seus paradoxos, dúvidas einquietações. Pode ser visto como uma possibilidade de se refletir sobre a existência, o cosmos, as situações de "estar no mundo" ou as relações sociais. Mas, o mito é também um fenômeno de difícil definição. Por trás dessa palavra pode estar contida toda uma constelação, uma gama versificada de idéias. O mito faz parte daquele conjunto de fenômenos cujo sentido é difuso, pouco nítido múltiplo.Serve para significar muitas coisas, representar várias
idéias, ser usado em diversos contextos. Qualquer um pode, sem cerimônia, utilizar a palavra para designar desde o "mito" de Édipo ao "mito" Michael Jackson, passando pelo "mito" da mulher amada ou da eterna juventude. ”(Rocha, 1996)

O mito também possui uma repetição e mesmo quando alteramos a sua forma, a essência continua a mesma,podemos ver pelo mito da vida eterna, dos monstros, deuses, vampiros, demônios, todos esses podendo representar a imortalidade, mas também a atribuição de mito pode ser dada para transformar algo assim como o cantor Michael Jackson que foi considerado um mito por conta de seus grandes feitos, o mito é mutável e nós o adaptamos quando necessário.
“Toda a mitologia tem a ver com a sabedoria da vida,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo do artigo “O mito do consumo como ato individual” de Luciane Lucas dos Santos
  • MITO
  • Mito
  • Mitos
  • Mitos
  • Mito.
  • Mito
  • Mito

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!