Imigração Alema, Polmerana e Italiana no Espirito Santo

Páginas: 27 (6595 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
EEEFM JURACI MACHADO


Pesquisa de História



Washington de Jesus
Fabiana Lopes Claudino Lyrio

2º Modulo EJA

Serra/ES 2014

EEEFM JURACI MACHADO





IMIGRAÇÃO ALEMA, POMERANA E ITALINA NO ESTADO DO ESPIRITO SANTO.






Serra/ES 2014
Sumário




Introdução

Buscar informações sobre a imigração alemã, pomerana e italiana em solo espírito-santense não foimuito difícil, embora tenha muitos textos que falam sobre o assunto, muita coisa esta confusa e sem comprovação dos fatos.
Iremos abordar os motivos que levaram esses povos a imigrarem para o Brasil, especialmente para o Espirito Santo, tendo em vista que já havia outras colônias de imigrantes no país.
Muitas foram as dificuldades encontradas por esses povos em terras brasileiras, mas veremos quecom muito trabalho duro e pouca ajuda do governo da época, eles conseguiram vencer as dificuldades e prosperaram, tornando-se parte importante da historia do nosso estado.
















Colonização alemã no Espírito Santo

Antecedentes
Dizem os historiadores germânicos que a história dos alemães no Brasil começa com a descoberta da terra, pois sem a orientação de Mestre João(Meister Johann), Pedro Álvares Cabral dificilmente teria chegado a este país-continente.
O primeiro alemão, no entanto, que se tornou famoso no Brasil foi o hessiano Hans Staden, que permaneceu aqui de 1548 a 1555. Percorreu não só a costa, mas grande parte do interior do Brasil e quase foi devorado pelos índios, dos quais foi prisioneiro. Sobre isso escreveu um livro de título longo, mas bemsugestivo: “Estória verdadeira e descrição de uma terra de canibais selvagens, nus e ferozes, situada no novo mundo da América, desconhecido na terra de Hesse, antes e após o nascimento de Cristo…” Este livro, conhecido até hoje em sua forma simplificada, tornou famosos o autor e suas façanhas nele descritas, bem como os índios brasileiros e a terra que habitavam.
O primeiro grupo de colonos alemãeschegou ao Brasil em 1818, antes, portanto, da independência. Estabeleceram-se na colônia Leopoldina, na Bahia, adotando as mesmas práticas dos portugueses e espanhóis no cultivo da terra: compraram escravos negros e tornaram-se fazendeiros abastados.
A segunda tentativa de colonização da terra com elementos não portugueses ou espanhóis foi realizada, já em 1819, com colonos suíços de falafrancesa. Estes se estabeleceram em Nova Friburgo, no atual Estado do Rio de Janeiro e tiveram muitas dificuldades de adaptação. Posteriormente, foram substituídos em parte por colonos alemães que fizeram prosperar essa colônia, deixando ali, até os dias de hoje, sua marca inconfundível.
Com a independência, o Brasil, naturalmente, deixou de receber o afluxo de portugueses para a ocupação dos extensosespaços vazios do país. Além disso, tornou-se difícil trazer escravos africanos para o serviço nas fazendas. O imperador, então, procurou colonizar a terra com agricultores e braçais livres de outros países, especialmente da Europa superpovoada. Para agradar à imperatriz, D. Leopoldina de Habsburgo, D. Pedro I deu preferência aos colonos de fala alemã: austríacos, suíços e súditos dos diversosestados alemães.
O início da imigração europeia no Brasil se deu com a chegada ao Rio de Janeiro do navio holandês “Argo” a 13 de janeiro de 1824. Nele vieram 251 colonos alemães com destino a São Leopoldo, Rio Grande do Sul, e 29 homens da mesma origem para o exército brasileiro que tinha sido organizado pelo alemão Johann Heirinch Böhm, de Bremen, ainda no fim do século anterior. Esses colonos eespecialmente os mercenários foram aliciados na Alemanha por um alemão, Georg Anton Von Schäffer, médico, aventureiro e major da guarda pessoal de D. Pedro I, que conseguiu trazer para o Brasil uns 2.000 soldados e 5.000 colonos e artífices alemães, durante o curto reinado daquele monarca. Consta que Von Schäffer, mais tarde, morreu no Espírito Santo, às margens do rio Doce, em extrema penúria....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • influencia alemã e italiana no Espirito Santo
  • Influencia alemã e italiana no brasil e no espirito santo.
  • Imigração alemã e italiana em santa catarina
  • Imigração Italiana
  • Imigração Italiana
  • Imigração italiana
  • Imigracao italiana
  • imigração italiana

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!