historia das mentalidades

Páginas: 9 (2022 palavras) Publicado: 7 de novembro de 2014
HISTÓRIA DAS MENTALIDADES E A HISTÓRIA CULTURAL
HISTÓRIA DAS MENTALIDADES E A HISTÓRIA CULTURAL
EM RONALDO VAINFAS[1]

Jean Paulo Pereira de Menezes[2]

Vainfas inicia seu texto apresentando uma nota sobre as mentalidades, de Geoffrey Lloy que fora resenha por Roger Chartier no Lê Monde em 1994. O título a ora de Lloy demonstra a crítica acerca de suprir as mentalidades como objeto daHistória.
O autor nos alerta de que a crítica na é nova, nos apresentando outros críticos da história das mentalidades, como Ciro Flamarion Cardoso no Brasil.
Michel Vovelle foi criticado na década de setenta por Pierre Vilar por estudar a “festa revolucionária” e não a Revolução Francesa e a luta de classes nela presente (Vainfas,1997:127).
Ciro Flamarion Cardoso acusou os historiadores dasmentalidades de se declinarem ao estudo do periférico, de iluminar fantasmas e promotora de uma história reacionária, desprovida de contradições (Vainfas, 1997:128).
A história nova não era assim tão nova, como as mentalidades também não. (Marc Bloch “os reis tramaturgos”). E também por reeditarem a narrativa memorialista.
Hoje, aparentemente, os críticos das mentalidades parecem ter triunfado, hajavista que poucos se intitulam como historiadores das mentalidades. Mas também não podemos negar que a história das mentalidades ainda influenciam inúmeros programas de pesquisa em diversos países (Vainfas,1997:128).
Ronaldo Vainfas se propõe discutir quatro questões centrais:
1- A contextualização da história das mentalidades no quadro maior da historiografia francesa filiada ao movimento dosAnnales;
2- O exame dos pressupostos conceituais das mentalidades, suas potencialidades e insuficiências;
3- A delimitação dos campos que sucedem a história das mentalidades, diferenciando-se teoricamente ou simplesmente reeditando seus temas com outras denominações (Ex: hist. cultural), também com variadas tendências;
4- As mentalidades e a história cultural no Brasil pela historiografia apartir da década de oitenta.

1. AS MENTALIDADES NO QUADRO DA HISTORIOGRAFIA DOS ANNALES;
Vainfas estabelece uma diferença entre a história dos annales e a história marxista, enfatizando que os annales não observam o econômico da mesma forma que os marxistas, embora enfatizem as condições da vida material (materialidade e não materialismo, mentalidade e não ideologia).
Mesmo com uma série deproblemáticas, a questão da interdisciplinaridade doa annales é inegável, ou seja, a construção de uma história interdisciplinar.
A publicação em 1929 dos Annales de história econômica e social
O combate de Bloch e Febvre à historiografia do século XIX e seus seguidores nos anos vinte foram particularmente injustos com o séc. XIX (Von Ranke). Pois esta produção influenciara os Annales. Vainfasreconhece a história do séc. XIX como de grande valia para a produção da história problema.
Também apresenta uma série de trabalhos do séc. XIX que se mostraram preocupados com as mentalidades, assim com Bloch e Febvre. De acordo com Vainfas, “ não resta dúvidas de que os primeiros annalistes estereotiparam, em parte, a historiografia oitocentista com o fito de acentuarem a novidade de duas propostas”(Vainfas,1997:132).
Vainfas aponta o início das mentalidades em Marc Bloch e Lucien Febvre (Os reis tramaturgos e Lutero).
Segunda fase dos Annales “A era Braudel” (1956-1969)
Braudel era um discípulo de Lucien Febvre. É sob sua orientação que Braudel escreve sua tese de doutoramento quando ainda estava na prisão (O Mediterrâneo e o mediterrâneo na época de Felipe II), em 1947, elaborada durantea Segunda Guerra Mundial, enquanto era prisioneiro dos alemães. Nesta época Braudel envia seus manuscritos pra Febvre.
Nela dava ênfase a questão econômica, uma marca notória da segunda geração dos Annales.
É notório, neste período, uma maior preocupação com o econômico do que com as mentalidades estudadas por Bloch e Lucien Febvre. Braudel enfatizava a longa duração como a primeira geração....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • HISTORIA DAS MENTALIDADES
  • Historia das mentalidades
  • historia das mentalidade
  • história das mentalidades
  • HISTORIA DAS MENTALIDADES E HISTORIA CULTURAL
  • Historia das mentalidades e historia cultural
  • Historia das Mentalidades e Cultural
  • História das Mentalidades

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!