H1n1

Páginas: 17 (4030 palavras) Publicado: 28 de abril de 2013
Sumário
1.Introdução 3
2. Metodologia 5
3.Resultados e discussoes 6
1.3 Mortalidade alta entre os mais jovens 6
2.3 Evolução em ondas 6
3.3 Índices de transmissão mais elevados 7
4.3Heterogeneidade regional 7
5.3 Gripe espanhola 1918 7
6.3 O mal chega ao Brasil 7
7.3 Da gripe espanhola até a gripe suína. 8
8.3 O trajeto do vírus pelo organismo 10
9.3 Sintomas 10
10.3Criação da vacina contra o vírus H1N1 12
11.3 Como a vacina H1N1 age no corpo 12
12.3 Campanha de vacinação contra influenza 14
1.12.3 Vacina influenza 14
13.3 VACINA CONTRA INFLUENZA 15
1.13.3 Esquema de vacinação 16
2.13.3 Vias de administração 16
3.13.3 Composição e apresentação 16
14.3 Validade e conservação dos imunobiológicos 17
15.3 Nota aos doadores de sangue 18
16.3Eficácia e duração da proteção 18
17.3 VACINA CONTRA INFLUENZA 18
2.17.3 Contraindicações 19
3.17.3 Precauções 19
18.3 Vigilância dos eventos adversos pós-vacinação 19
19.3 VACINA CONTRA INFLUENZA 21
1.19.3Reações 21
4.Conclusaõ 23
5.Referencias 23
Influenza A < http://www.h1n1.influenza.bvsalud.org > 23

www.google.com Figura 1
1.Introdução
A influenza é uma infecção viralaguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada que, ao falar, tossir ou espirrar, contamina as superfícies; após contato das mãos com esses locais recém contaminados, uma pessoa saudável pode levar oagente infeccioso direto à boca, aos olhos e ao nariz.
Os vírus influenza são da família dos Ortomixovírus e subdividem-se em trêstipos:A, B e C, de acordo com sua diversidade antigênica, podendo sofrer mutações.
Os vírus Ae B são responsáveis por epidemias de doenças respiratórias que ocorremem quase todos os invernos, com duração de quatro a seis semanas e frequentemente associadas ao aumentodas taxas de hospitalização e morte.
A maioria das pessoas infectadas se recupera dentro de uma a duas semanas,sem a necessidade de tratamento médico. No entanto, a infecção pode levar crianças muito pequenas, idosos e portadores de quadros clínicos especiais às formas clinicamente graves, à pneumonia e à morte.
Os casos graves da doença evoluem para a Síndrome Respiratória AgudaGrave (SRAG),levando até mesmo ao óbito. Essas complicações são bem mais comuns entre menores de 2 anos, idosos, gestantes e pessoas com história depatologias crônicas, podendo elevar as taxas de morbimortalidade nesses grupos específicos. O tema abordado neste trabalho é o vírus influenza, que tem como objetivo analisar a etiologia e a patogenia da doença, é uma das doenças infecciosas que mais preocupa asautoridades sanitárias, devido à grande variabilidade antigênica do vírus e à possibilidade de um único indivíduo infectado poder transmiti-la para diversos indivíduos susceptíveis, o que pode provocar epidemias ou mesmo pandemias.

2. Metodologia
Este estudo foi realizado por intermédio de uma pesquisa da literatura sendo consultados, sites de busca e base de dados, como Banco Virtual da Saúde(BVS)
As palavras chaves utilizadas para a busca foram: H1N1; gripe suína; gripe espanhola; etiologia do vírus influenza; campanha contra H1N1; gripe aviaria; epidemias e pandemias.

3.Resultados e discussoes
O vírus influenza tem características próprias que lhe permitem mudar continuamente, escapando ao reconhecimento e inactivação pelo sistema imunológico. Por esse motivo, surtos de griperepetem-se todos os anos e o vírus mantém-se em circulação em todo o mundo ao longo de milénios. Fontes históricas revelam-nos que os vírus da gripe existem há muitos séculos.
No decorrer do século 20, houve três pandemias de gripe: a espanhola (1918 a 1919), a asiática (1957 a 1963) e a Hong Kong (1968 a 1970). Foram causadas por subtipos diferentes do vírus: H1N1 na gripe espanhola, H2N2...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • h1n1
  • h1n1
  • h1n1
  • H1n1
  • H1n1
  • H1n1
  • H1n1
  • H1N1

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!