GENEALOGIA DA MORAL

Páginas: 19 (4506 palavras) Publicado: 1 de dezembro de 2014
DESENVOLVIMENTO ANALÍTICO-CRÍTICO GENEALOGIA DA MORAL NIETZCHE
PRIMEIRA DISSERTAÇÃO: “BOM E MAU, BOM E MALVADO” – A ave de rapina e os cordeiros.
O tema recorrente de sua primeira dissertação se dá a partir da discussão sobre a origem das coisas. Revelando um conceito já antigo, o autor expõe a tradição que atrela a origem das coisas as suas finalidades. As coisas, nesse sentido, só teriamorigem do ponto de vista racional: elas só existem, porque tem um sentido, um propósito.
Quando não há reconhecimento total da finalidade das coisas, podem ser levadas em conta duas possibilidades: o propósito dela pode ainda não estar claro no momento de seu surgimento, não há obviedade no sentido da razão de ser da mesma; ou o sentido de sua existência pode ter se perdido no tempo.
O tempo,apesar de às vezes ser responsável pela perda do sentido das coisas, se revela, ao contrário dessa afirmativa, como revelador e explicitador dos fins a que se relacionam as coisas, através do decorrer da história. O desenvolvimento é o aperfeiçoamento e progresso da finalidade surgida com a própria coisa.
A investigação sobre a origem de algo, portanto, seria a busca por seu sentido original,uma vez que, como aponta o autor, a origem do surgimento de algo nunca se perde completamente, fica apenas escondida pelo tempo. As alterações as quais são submetidas às coisas, acontecem apenas no exterior, nas periferias da mesma, nunca no seu núcleo interno.
É neste sentido que caminha a discussão sobre a origem de algo: as coisas parecem não mais possuir seu caráter essencial, elas sãomutáveis, fluidas, como expõe o autor. Os fins e sentidos de algo variam de acordo com a necessidade histórica vigente, como por exemplo, as mudanças e transformações das instituições sociais (família, economia, cultura, etc.) ao longo do tempo.
O que ocorre é que não só as instituições sofrem alteração no seu sentido ou finalidade, os valores morais também o sofrem. Em detrimento, neste caso, ao quese conhece sobre o Bem e o Mal. A principio é importante constatar, que, para Nietzsche, é preciso abandonar nossas certezas sobre o que entendemos sobre valores como Bem e Mal. Não trata-los como meros dados utilizados sempre sobre a mesma concepção.
Em um paralelo com o estudo da origem das coisas por parte dos filósofos, o autor critica a visão cientifica dos psicólogos ingleses, a quem oschama de cientistas utilitaristas. Para o autor, os psicólogos ingleses se atem de forma superficial a explicação dos valores, estabelecendo para o bem a repetição de práticas altruístas que beneficiam a comunidade. E para o mau atribuem o inverso dessas medidas, nascendo essas de sentimentos egoístas e antissociais. O esquecimento faz parte desse processo no sentido em que a sociedade prolonga osvalores sem se ater as origens utilitárias, apenas repetindo-as de maneira quase que automatizada.
A essas explicações simples e superficiais, dá-se o nome de hipóteses no azul, que não consideram o cinza dos documentos, nem a história complexa dos sistemas morais, nas palavras do autor.
Oswaldo Giacóia aponta o não tratamento efetivamente científico dado aos fenômenos da moral até omomento da obra escrita por Nietzsche. Os filósofos e moralistas até então se ativeram a fundamentação filosófica da moral, em outras palavras, a justificar e legitimar os valores morais. Diga-se de passagem, à moral socrático-platônico-cristã, vigente enquanto moral até os dias de hoje.
Para Nietzsche e como analisa Oswaldo, apenas no recolhimento dos recursos na história, na psicologia, na filologiae na antropologia cultural é que se pode chegar-se a origem de fato de valores morais como o bem e o mal. Seguindo essa linha investigativa, chegar-se-á a uma verdadeira análise crítica da moral.
Nestes parênteses é que se manifesta o objeto de estudo do livro: é preciso, na busca pelo real sentido de determinado valor moral, abandonar velhas concepções a respeito do próprio valor desses...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Genealogia Da Moral
  • Genealogia da moral
  • genealogia da moral
  • Genealogia da Moral
  • Genealogia da moral
  • A genealogia da moral
  • GENEALOGIA DA MORAL
  • A Genealogia Da Moral

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!