Friedrich Nietzsche

412 palavras 2 páginas
Friedrich Nietzsche

Nietzsche é um pensador do século XIX possuía uma visão crítica do cristianismo e da modernidade. Criou um pensamento afirmativo da vida, que se colocava como uma alternativa às ilusões criadas pela religião e pela ciência.

O que ele fez pela história da humanidade foi esclarecer que o homem construiu uma história para si mesmo, chamada niilismo: quando todos os valores superiores perdem a razão, perdem a importância. Aquilo que Platão construiu como pensamento, o cristianismo assumiu como religião. Nietzsche concluiu que o cristianismo é o platonismo do povo. O povo não teria acesso ao pensamento de Platão, mas, traduzido através da religião, passa a tê-lo. Então, primeiro é o niilismo negativo, nega-se a vida em prol de uma outra. Nietzsche foi o primeiro pensador a compreender que a morte de Deus daria lugar a algo totalmente novo na história humana,“a morte de Deus” esta que é a marca da modernidade. Quando a ciência nasce, a religião perde o valor. Por exemplo, antes se rezava para passar uma dor de cabeça, hoje, se vai ao médico. Não é necessário pensar que Deus não existe, mas fato é que ele vai automaticamente para segundo plano. No niilismo negativo a ciência entra no lugar de Deus.
Este é o niilismo da modernidade. Esse fundamentaria nossa moral, a relação que vivemos hoje, negação do corpo, das sensações que levam ao erro e ao pecado, negação do agora e do aqui, negação da contradição e do conflito, negação de tudo o que se transforma e a construção de uma imagem idealizada de si mesmo e do outro.
Para Nietzsche, todo idealismo era uma espécie de niilismo, à medida que o idealista quando adota valores tão elevados, se refugia num mundo que nega a realidade que o cerca. Em vez de fazer uma filosofia a partir do mundo, como Nietzsche pretendia, o idealista tenta mudar o mundo através de sua filosofia já pré-inventada. Ele escreveu: “O idealista é incorrigível. Se é expulso do seu céu, faz um ideal do seu inferno.”

O ideal

Relacionados

  • Friedrich Nietzsche
    859 palavras | 4 páginas
  • Friedrich Nietzsche
    286 palavras | 2 páginas
  • Friedrich Nietzsche
    735 palavras | 3 páginas
  • Friedrich Nietzsche
    1850 palavras | 8 páginas
  • Friedrich Nietzsche
    750 palavras | 3 páginas
  • Friedrich Nietzsche
    7692 palavras | 31 páginas
  • Friedrich Nietzsche
    1074 palavras | 5 páginas
  • Friedrich nietzsche
    27603 palavras | 111 páginas
  • Friedrich Nietzsche
    430 palavras | 2 páginas
  • Friedrich Nietzsche
    434 palavras | 2 páginas