Freud

Páginas: 5 (1037 palavras) Publicado: 23 de junho de 2013
 Cinco lições sobre psicanálise:

http://www.palavraescuta.com.br/textos/tres-ensaios-sobre-a-teoria-da-sexualidade-1905-resenha

http://pt.scribd.com/doc/59481781/Resenha-As-Cinco-Licoes-de-Psicanalise-de-Freud

Freud começa por se apresentar e contar o motivo de suapalestra, além de ressalvar que não é necessária uma “culturamédica” para acompanhar a sua exposição. De forma modestadeclara que qualquer tipo de mérito dado à psicanálise não deve ser dado a ele, uma vez que ele não participou das suas origens.

Primeira Lição
 
Histeria e hipnose
A apresentação começa com um caso do Dr. Breuer, antigo professor de Freud. Era uma jovem de 21 anos, com tudo para ser uma menina supersaudável. Porém ela manifestou uma doença que durou mais de 2 anoscomuma série de perturbações físicas e psíquicas um tanto quanto graves:paralisias nas extremidades do lado direito do corpo, perturbações oculares, repugnância pelos alimentos, impossibilidade de beber água, além de estados de absence
.Quando uma pessoa apresenta um quadro desse tipo e não háanomalias nos órgãos vitais mas é sabido que ela tem certa “fraqueza”emocional, chega-se ao diagnóstico de
histeria, o que não facilita muitoascoisas quando comparado a um problema cerebral orgânico, uma vez quepodem ser entendidos como transgressores da ciência médica.Foi aí que o Dr. Breuer fez diferença: não negou simpatia nem atençãoà moça, apesar de também não garantir uma cura. Em um dos seus estadosde
absence
, a paciente murmurava palavras e foi através delas que umtrabalho mais conciso pôde começar: o médico as anotara erepetira para amoça, que se encontrava em um estado hipnótico, com o intuito de fazercom que ela associasse idéias. A partir daí tudo o que ela falava eraassociado com seu quadro de sintomas. Depois se percebeu que quando osintoma era exteriorizado energeticamente, ele era curado! Em outras

 
palavras, a partir do momento em que se trazem à consciência os traumaspatológicos, eles podem serautomaticamente superados.Estudos foram desenvolvidos posteriormente com animais,comprovando a teoria de que cada sintoma se relacionava diretamente como trauma sofrido. “Onde existe um sintoma, existe também uma amnésia,uma lacuna de memória, cujo preenchimento suprime as condições queconduzem à produção de sintomas.” (Freud, 1909, p.10)Vale ressaltar também que as memórias devem ser buscadas deformainversa ao cronológico, ou seja, da mais recente a mais antiga, para que otratamento tenha o resultado esperado. Outro ponto que deve serconsiderado é que a pessoa que está para entrar em hipnose deve querer eacreditar no tratamento. Nada ocorrerá a ela caso ela esteja descrente dahipnose, nem mesmo o estado hipnótico a pessoa experimentará.

Segunda Lição
Repressão e resistência
Freud serefere ao que acontecia na França com o desenvolvimentodos estudos de Janet e Charcot. Janet tinha uma visão diferente da histeria,até por ter como mentor um cientista que não se “comovia” com os fatorespsicológicos, e procura um ponto de vista que atendesse tanto à biologiaquanto à psicologia. Para ele, a histeria seria uma forma de alteraçãodosistema nervoso, que se manifesta pela fraqueza do poder de síntesepsíquica. Então os pacientes histéricos seriam incapazes, como um todo, demanter a multiplicidade dos processos mentais.Agora então a histeria se apresentou de forma diferente para Freud,quase como um desafio: ele a trataria com a sua base terapêutica, diferentedo trabalho laboratorial de Janet. Porém ele não dominara a técnica dahipnose, fazendo com que ele buscasse através do sonambulismo asuasolução. Afirmar que o paciente sabe o que ele não sabe, lembra do queacha que não lembra, funcionava! Mas não seria nem de longe a melhortécnica definitiva.Umas dos fatores que impediam o sucesso dessa técnica é que aspessoas vêem seus primeiros pensamentos (aqueles que são buscados porFreud) como sendo completamente aleatórios e não o exteriorizam, além deafirmar que não...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Freud
  • freud
  • Freud
  • Freud
  • FREUD
  • Freud
  • Freud
  • freud

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!