FISICA

Páginas: 2 (287 palavras) Publicado: 15 de maio de 2014
Universidade Federal da Bahia
Instituto de Física
Departamento de Física Geral
FIS122 - Física Geral e Experimental II
Turma: T04
Professor: Humberto Borges
Data:01/05/2014
Atribuindo valores à:

A = 10 m
Fo = 52 N
Wo = 51 Hz
E calculando W1, temos que W1 = 44,97 Hz

No primeiro caso, faremos para W1 > W :
Atribuindo que W1 =sdasd3 Hz e calculando e A(w), temos:
= -2,6sssd3 graus
A(w) = 0,1dasd5 m
Portanto, temos a seguinte equação:
Xgeral =








Para o efeito transiente, temos oseguinte gráfico:



Para o regime estacionário, temos o seguinte gráfico:











No segundo caso, faremos para W1 < W :
Atribuindo que W1 = 10 Hz e calculando eA(w), temos:
= 1,90 graus
A(w) = 0,03 m
Portanto, temos a seguinte equação:
Xgeral =
Para o efeito transiente, temos o seguinte gráfico:



Para o regimeestacionário, temos o seguinte gráfico:



Em nosso sistema (uma massa submetida a uma força restauradora e de amortecimento) o regime transitório deve-se à inércia bem como as forças deatrito que atuam sobre a massa as quais, em outras palavras, exercem uma resistência para tirar o corpo do equilíbrio inicial. Contudo, essa oposição leva um certo tempo para seajustar, e só então se passa ao regime estacionário.
Concluimos então que com o aumento da frequência externa, tornando-a maior que a frequência do sistema, o sistema tende àalcançar o equilibrio mais rapidadamente. Percebemos também que há uma significativa mudança do estado estacionario do sistema massa-mola. Com o aumento da frequência externa aamplitude causada pela força externa diminui, o periodo também e a fase em que ele começa aumenta. Em ambos os casos, o sistema é classificado como amortecimento sub-crítico.
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Fisica
  • Física
  • Fisica
  • fisica
  • Fisica
  • Fisica
  • fisica
  • Física

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!