Extroversão e sensualidade dos ingredientes próprios da escola carioca

Páginas: 8 (1862 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
Extroversão e sensualidade: dois
ingredientes próprios da escola
carioca (1)
Luís Henrique Haas Luccas
“As exuberantes mulheres brasileiras ostentam pulseiras e brincos em profusão;
seriam notadas mesmo que fossem encontradas em Engadina, mas é possível que
mesmo lá, contra o fundo das geleiras alpinas, lhes fosse censurada uma certa
pompa; se fossem vistas em Copacabana, deveríamos semdúvida admitir que estão
perfeitamente ambientadas: assim como aquelas flores cujo perfume se impregna
na garganta quando se aventura pelas curvas sinuosas das montanhas que
circundam o Rio de Janeiro, feitas à semelhança daquelas mulheres:
sobrecarregadas, multicoloridas sensualíssimas” (2)
Parte da arquitetura moderna brasileira é usualmente qualificada como
extrovertida e sensual, doistermos apropriados para designá-la, porém
carentes de uma transposição mais precisa para a disciplina da arquitetura. A
definição destes adjetivos constitui dois conceitos essenciais à compreensão
da escola carioca e de sua conseqüente hegemonia dentro do panorama da
arquitetura moderna brasileira.
No sentido amplo, extroverter-se significa voltar-se para fora, colocar-se em
contato com o meiocircundante. Já na acepção psicológica, de acordo com Carl
Jung, designa a “atitude do indivíduo que dirige sua energia psíquica para o
exterior e, por isso, parece aberto, ávido e confiante, adaptando-se ao seu
ambiente” (3). De modo análogo, o conceito de extroversão aplicado à
arquitetura contém dois sentidos em sua definição. O primeiro deles qualificao do ponto de vista psicológico, comoalgo oposto ao tímido, ao contido ou
introvertido; definindo-se, portanto, como o que é corajoso, confiante. Estas
qualidades materializam-se na arquitetura moderna brasileira através de
características próprias como a desenvoltura formal, que originou a expressão
livre-formismo; a presença de elementos arquitetônicos que extrapolam os
limites imediatos da obra, como as rampas, passagenscobertas, marquises e
espelhos d’água, entre outros; a aplicação ousada de materiais, cores,
texturas e contrastes; o uso de projeções sombreadas, volumes destacados e
formas curvas; e a própria natureza recriada – também luxuriante – por
paisagistas como Burle Marx e Carlos Perry.
O conceito complementa-se através de um segundo sentido de natureza física,
como algo que se relaciona com oexterior, comunica-se: as relações que se
estabelecem entre ambiente e arquitetura, entre interior e exterior. Não
exatamente através das aberturas amplas envidraçadas, propostas pelas
vanguardas européias, mas da porosidade (4) que propõe uma gradação entre o
interior e o exterior: o prédio não é mais “convexo”, impermeável, mas através
destas concavidades coloca-se em contato mais efetivo com omeio, “respira” e
expande-se para o exterior. Porosidade que, em parte, remete ao conceito de
alveolaridade (5) preconizado por Le Corbusier, a partir de suas células
habitacionais inspiradas na Cartuxa de Galuzzo; e em parte à tradição da
arquitetura brasileira tropical. Feliz intersecção entre tradição local e
vanguarda purista, esta característica marcou decisivamente aqueles projetos
dogrupo carioca.
“A casa [de Niemeyer] repetia em torno de nós aquela paisagem orgiástica
(incensos e cigarras) insinuando-se com o jogo do vasto harpejo que, da
marquise em balanço, ecoava por todas aquelas paredes, nos nichos e
diafragmas, na piscina onde a água, em vez de ir de encontro às barreiras da
construção, se expande liquidamente nas formas da rocha. Todo o corpo

principal da casa éextrovertido [grifo do autor], e não só porque o espaço da
sala estende-se sem separações nem barreiras particulares pelo espaço externo,
mas porque esta tende a uma identificação, a uma romântica confusão com a
natureza” (6).
O retrospecto da arquitetura tradicional constitui um instrumento confiável
para explicar determinadas demandas e formas que se manifestaram na
arquitetura...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Arquitetura Moderna Escola Carioca
  • a cultura da repetência em escolas cariocas
  • Arquitetura
  • Fazendo Antropologia em Escolas Cariocas. O Pesquisador / Antropólogo
  • extroversão
  • INGREDIENTES
  • INGREDIENTES
  • Ingredientes

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!