Etnografia sobre a Faculdade de Direito da UFF

Páginas: 10 (2436 palavras) Publicado: 9 de junho de 2014
UFF - Universidade Federal Fluminense
­­






O trabalho do antropólogo:
o olhar, o ouvir e o escrever.
Faculdade de Direito da UFF
Antropologia do Direito







Aluna: Mírian Aninger Murad
Professor: Lobão
Turma: T1 - 2° período


Junho/2014
INTRODUÇÃO
O trabalho a seguir tem como objetivo analisar as impressões cognitivas pelo ato de observar e de ouvir,concluindo-se no ato de escrever. O objeto, como nos trabalhos anteriores, é a Faculdade de Direito da Universidade Federal Fluminense. Procurei analisar o comportamento dos diversos grupos de indivíduos que frequentam a Faculdade, a sua arquitetura e seus significados, a importância e a representatividade da Faculdade na vida das pessoas que a frequentam e sua influência para fora de seus portões, ouseja, para a sociedade.

ANÁLISE FEITA ATRAVÉS DO OLHAR E DO OUVIR

A PARTE EXTERNA
A Faculdade de Direito é uma imponente construção em estilo grego e localiza-se ao lado de uma das maiores comunidades de Niterói: a do morro do Palácio. Sua entrada principal é ornamentada com a dois bustos e diversos pilares, evidenciando a influência do direito romano presente na estrutura física dafaculdade. Além disso, um “V” toma o lugar do “U” na escrita da palavra “faculdade” ornamentada em sua fachada, juntamente com uma espada, representante do poder coercitivo, típico do direito romano. Sua arquitetura tradicional e imponente revelam antigas influências e tradições que ainda imperam no cotidiano de uma importante faculdade de Direito no país, como o caráter conservador que aos poucosainda perpetua no cotidiano mesma e a hierarquização entre as relações das pessoas que ali trabalham e estudam.
Esta localiza-se numa rua movimentada e com trânsito intenso, utilizada como via de passagem de diversos ônibus para acessar o bairro Icaraí. Logo, é possível ouvir o caótico barulho dos veículos em sua entrada. Além disso, a faculdade encontra-se ao lado de uma escola que abrange oensino fundamental e médio, tornando o fluxo de crianças e adolescentes, em diversos horários, uma outra fonte de emissão de ruídos. Nesta mesma instituição, há aulas de música e ensaios de sua banda, o que gera um barulho contínuo.
Logo aqui na entrada já é possível verificar a presença constante dos jovens estudantes, que quase sempre se encontram na pastelaria e no “churrasquinho” que ficam emfrente à universidade. Em ambos os estabelecimentos, é possível ouvir conversas animadas e informais sobre festas e a vida social dos estudantes, para além de suas perspectivas profissionais, posições políticas e outros temas variados distantes dos temas jurídicos tradicionais. Essas conversas são sempre feitas em tom descontraído e é aqui que é observada mais de perto a interação social entre osestudantes. A maioria mantém relações amigáveis e prezam pela boa convivência, traços característicos de estudantes universitários.
Após a presença de poucos degraus na entrada da faculdade é possível adentrar no salão nobre, ou na nave principal do prédio mais antigo da instituição.

O SALÃO PRINCIPAL
Ao entrar na parte interna da universidade, logo visualiza-se duas entradas. À esquerda, ogabinete do diretor da instituição; à direita, a sala da coordenação. O piso todo de mármore e as paredes de cor bege colaboram na arquitetura tradicional de uma centenária faculdade de Direito brasileira e expõe, como dito acima, seu caráter conservador. É possível perceber que no salão principal não há normalmente um aglomerado de vozes, já que este é utilizado como caminho de acesso,principalmente, ao salão nobre, ao pátio e a área externa. No entanto, sempre é possível ouvir passos, jovens pedindo informações e realizando os mais diversos procedimentos no espaço destinado aos protocolos e as coordenações dos cursos da faculdade e também conversas apressadas em tom baixo. Nos protocolos e nas coordenações, ouvem-se conversas informais dos funcionários quando não estão realizando nenhuma...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • UFF faculdade
  • Apostila Direito Emprasarial UFF
  • Um ensaio sobre etnografia
  • mapa de estudo sobre etnografia
  • Análise sobre UFF
  • etnografia sobre basquete de rua
  • Uma etnografia sobre os Jenipapo-Kanindé
  • Reflexões sobre a etnografia na educação.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!