esclerose multipla

Páginas: 48 (11908 palavras) Publicado: 6 de novembro de 2014
HYPERLINK "https://esclerosemultipla.wordpress.com/2014/10/30/medicos-falam-de-esclerose-multipla-e-esclerose-lateral-amiotrofica/" Médicos falam de esclerose múltipla e esclerose lateral amiotrófica 30/10/2014
Bem Estar desta quinta-feira (30) falou de doenças no sistema neurológico.Problemas podem atingir o sistema nervoso central ou periférico; entenda.
Assista aos videos complementaresem:
http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2014/10/medicos-falam-de-esclerose-multipla-e-esclerose-lateral-amiotrofica.htmlDoenças no sistema neurológico, como a esclerose múltipla, a esclerose lateral amiotrófica e a síndrome de Guillain-Barré, por exemplo, podem afetar o corpo todo e causar alterações ou perda dos movimentos. No Bem Estar desta quinta-feira (30), os neurologistas Tarso Adoni eLeandro Calia falaram sobre os tratamentos desses problemas e as consequências deles na qualidade de vida dos pacientes.
Segundo os médicos, a causa da esclerose múltipla é desconhecida. O que se sabe é que a doença ataca as bainhas de mielina, que são espécies de “capas” dos neurônios – sem essa proteção, os impulsos começam a passar em uma velocidade mais lenta.
Mais comum nas mulheres, aesclerose é uma doença crônica, ou seja, não tem cura. Mas como explicou o neurologista Tarso Adoni, existem diversos tratamentos e medicamentos que permitem que o paciente tenha uma vida normal.
Os médicos falaram também da síndrome de Guillain-Barré, doença no sistema nervoso periférico, em que o próprio sistema imunológico do paciente ataca a bainha de mielina, no sistema nervoso. A síndrome nãotem causa conhecida e pode provocar sequelas e levar à perda dos movimentos no corpo todo. Uma das maneiras de tratamento é a fisioterapia e a reabilitação, como mostrou a reportagem. Segundo o neurologista Leandro Caia, se tratada do jeito certo, a doença tem uma chance alta de cura.
Ainda no sistema nervoso periférico, pode ocorrer a esclerose lateral amiotrófica (E.L.A.), doença que leva àmorte progressiva dos neurônios responsáveis por comandar músculos e movimentos voluntários. Nesse caso, não tem cura e a progressão pode ser rápida e levar de 3 a 5 anos, por exemplo. Seja qual for a doença, ao receber o diagnóstico, alguns pacientes acabam se isolando, o que é um caminho para a depressão, um problema que pode piorar ainda mais a qualidade de vida. O neurologista Tarso Adoniexplica que o ideal é encarar o tratamento, com a ajuda e o aconchego dos outros).
Fonte: Programa Bem Estar, Rede Globo de TelevisãoBenefícios do tratamento para esclerose múltipla podem se estender após quatro anos 17/09/2014
Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico. comments closedCerca de 70% dos pacientes com esclerose múltipla apresentaram estabilidade ou melhora do estado de incapacidadepor dois anos, após os dois anos iniciais nos estudos-piloto
A Genzyme, empresa do grupo Sanofi, anunciou os resultados do segundo ano da extensão dos estudos clínicos com Lemtrada™ (alentuzumabe) para a esclerose múltipla durante a reunião da Comissão Europeia de Pesquisa e Tratamento da Esclerose Múltipla (European Committee for Research and Treatment in Multiple Sclerosis – Ectrims), emBoston, Estados Unidos, entre 13 e 15 de setembro.
Nessa análise, as taxas de surtos e do acúmulo sustentado da incapacidade permaneceram baixas entre os pacientes que haviam recebido tratamento com Lemtrada anteriormente, nos dois estudos Fase III, CARE-MS I e II CARE-MS. Nesses estudos-piloto, foram administrados dois ciclos anuais de Lemtrada, o primeiro no início da análise, e o outro 12 mesesdepois. Em aproximadamente 70% dos pacientes que receberam Lemtrada, não houve necessidade de mais um ciclo de tratamento no segundo ano da extensão dos estudos-piloto. Além disso, não foram identificados novos tópicos relacionados à segurança do medicamento.
“Os resultados da extensão dos estudos-piloto fornecem mais evidências da eficácia do Lemtrada, tanto nos surtos como na progressão da...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Esclerose multipla
  • esclerose multipla
  • Esclerose múltipla
  • Esclerose multipla
  • esclerose multipla
  • Esclerose multipla
  • Esclerose Múltipla
  • Esclerose Multipla

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!