Cultura Religiosa

Páginas: 43 (10568 palavras) Publicado: 25 de março de 2014
SEICHO-NO-IÊ


1 HISTÓRICO

O movimento Seicho-No-Iê teve inicio com Taniguchi Masaharu, nascido em 22 de novembro de 1893, na Vila de Karasuhara, município de Kobe, no Japão. Devido à pobreza de sua família, foi educado por seu tio, de maneira rígida. Era retraído e entregava-se à leitura com voracidade. Desgostou da vida e começou a criticar a sociedade. Quando adulto, contraíra doençasvenéreas e pensava tê-las transmitido a uma menina, sobrinha de um chefe seu. Somente sua idéia de que não existia doença o tranqüilizou, curando-o da insônia que o assolara e aliviando sua consciência por um período de tempo. Depois de terminar a escola secundária, apesar da oposição de seus pais adotivos, inscreveu-se na Faculdade de Literatura Inglesa da Universidade Waseda, em Tóquio. Tinhaidéias pessimistas sobre a vida, e procurava uma explicação lógica do mundo e do homem. 
Taniguchi entregou-se ao estudo das ciências psíquicas que o atraiam e nas quais depositava a confiança de que poderiam salvar espiritualmente o homem e a sociedade. 
Quando a Primeira Guerra Mundial estava no auge, imperava no Japão uma literatura moralizante, espiritualista e nacionalista. Taniguchi dedicou-senovamente à leitura e descobriu um sutra budista (daizokio), tirando dele o ensinamento fundamental: "Não existe matéria, como não existem doenças: quem criou tudo isso foi o coração... Segue-se disso que a doença pode ser curada com o coração..." Este conceito tornou-se fundamental no Seicho No-Iê. 
Em dezembro de 1922 Taniguchi partiu para Tóquio. Escreveu uma dissertação sobre a naturezareligiosa do homem: Para a Santidade. Estabeleceu os fundamentos de sua filosofia: a "Teologia do movimento Seicho-no-iê". Em 1923 escreveu o livro Crítica a Deus, tendo Judas, o traidor, como herói.
Para Taniguchi as pessoas não precisavam de uma religião que lhes colocasse medo, mas que trouxesse uma salvação amigável. Deixou influenciar-se pelas teorias de Bergson, pela lei da ação criadora docoração do livro de Holmes Zenwicke, pela vontade de poder de Adler. Assim leu psicologia, espiritismo e estudou a ciência cristã. 
Recebeu a revelação divina (shinsa): "Não existe matéria, mas existe a realidade" (jissô) - ensino básico do Seicho-no-iê. "Você é realidade, você é Buda, você é Cristo, você é infinito e inesgotável." 
Taniguchi curava os doentes através da auto-sugestão. Tornou-se umverdadeiro feiticeiro do século XX.
Em 1922, Taniguchi lançou uma revista, denominada Seicho-no-iê. A fama dela aumentou; em junho de 1930, Taniguchi inaugurou uma secretaria de imprensa. Em 1934 estabeleceu a direção do movimento em Tóquio; divulgava a fonte do fluido psíquico que garantia saúde aos amigos. Prometia que a assinatura da revista afastaria o medo de qualquer mal. Em 1935 começou aimprimir grandes anúncios nos jornais. Logo os assinantes chegaram a trinta mil. Em 1936 registrou o Seicho-no-iê como associação cultural. Em 1941 transformou-o em seita religiosa centralizada no "Komio", espécie de deus pessoal ao qual se dirigem orações. Durante a Segunda Guerra, a seita colaborou com os nacionalistas, influenciando os operários das indústrias bélicas e os colonizadores daManchúria. Depois da guerra, Taniguchi foi expulso pelo general MacArthur; a filha Emiko assumiu a chefia do Seicho-no-iê. 
Taniguchi escreveu uma obra de 40 volumes: Simei no Jissô (Verdade da Vida) - livro básico do movimento. Tendo início em 1930, como simples movimento filosófico psicológico e cultural para propagar certas verdades, o Seicho-no-iê foi adquirindo aos poucos a conotação dereligião. Na década de 1940 o movimento foi registrado como religião pelo governo japonês. É a mais eclética de todas as novas religiões. É uma mistura das grandes religiões tradicionais, como o cristianismo, o xintoísmo e o budismo, com psicologia, filosofia, medicina e literatura moderna. Os adeptos são até aconselhados a praticá-lo, continuando em suas religiões de origem.
Em 1949, o professor...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Cultura religiosa
  • Cultura Religiosa
  • Cultura religiosa
  • Cultura religiosa
  • ¨Cultura religiosa¨
  • cultura religiosa
  • Cultura religiosa
  • Cultura Religiosa

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!