colonização

Páginas: 2 (279 palavras) Publicado: 18 de setembro de 2014
Ciclo do açúcar

A base da economia colonial era o engenho de açúcar. O senhor de engenho era um fazendeiro proprietário da unidade de produção de açúcar. Utilizava amão-de-obra africana escrava e tinha como objetivo principal a venda do açúcar para o mercado europeu. Além do açúcar, destacou-se, também, a produção de tabaco e de algodão.As plantações ocorriam no sistema de plantation, ou seja, eram grandes fazendas produtoras de um único produto, utilizando mão-de-obra escrava e visando o comércioexterior.
O Brasil se tornou o maior produtor de açúcar nos séculos XVI e XVII. As principais regiões açucareiras eram Pernambuco, Bahia, parte do Rio de Janeiro e SãoVicente (São Paulo). O pacto colonial imposto por Portugal estabelecia que o Brasil (colônia) só podia fazer comércio com a metrópole, não devendo concorrer com produtos produzidos lá.Logo, o Brasil não podia produzir nada que a metrópole produzisse.
Ciclo do ouro

A descoberta de ouro e o início da exploração das minas nas regiões auríferas (MinasGerais, Mato Grosso e Goiás) provocaram uma verdadeira "corrida do ouro" para estas regiões. Procurando trabalho na região, desempregados de várias regiões do país partiramem busca do sonho de ficar rico da noite para o dia. Cidades começaram a surgir e o desenvolvimento urbano e cultural aumentou muito nestas regiões. Foi neste contexto queapareceu um dos mais importantes artistas plásticos do Brasil: o Aleijadinho. Vários empregos surgiram nestas regiões, diversificando o mercado de trabalho na regiãoaurífera. Para acompanhar o desenvolvimento da região sudeste, e impedir a evasão fiscal e o contrabando de ouro, a capital do país foi transferida para o Rio de Janeiro.
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Colonização
  • Colonização
  • Colonização
  • colonização
  • Colonização
  • colonizaçao
  • colonização
  • colonizaçao

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!