Bullying

Páginas: 5 (1239 palavras) Publicado: 3 de junho de 2013
PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
UNIDADE CONTAGEM
DISCIPLINA: CULTURA RELIGIOSA
CURSO: DIREITO
PERÍODO: 3°/NOITE
PROFESSORA: DILMA
PROJETO “Eu te ofereço Paz e um Não ao Bulling”

ENTÃO VIRÁ A PAZ

Se crês que o sorriso tem mais força que as armas,
Se crês no poder de uma mão aberta, se crês que o que une os homens é mais que o que os separa,
Se crês que o fato de serdiferente é uma riqueza e não um perigo,
Então, virá a paz!

Se sabes olhar o outro com um pouco de amor,
Se preferes a esperança a suspeita,
Se pensas que quem tem que dar o primeiro passo, no lugar do outro, és tu,
Se o choro de um bebê é ainda capaz de estremecer-te,
Então, virá a paz!

Se podes sentir alegria com o êxito de teu vizinho,
Se crês que o perdão pode mais que a vingança,Se és capaz de dar teu tempo gratuitamente por amor,
Se, para ti, o outro é, sobretudo um irmão,
Então, virá a paz!

Se sabes aceitar as críticas,
Se resistes a colocar a culpa de tudo nos demais,
Se preferes que te façam dano antes de fazê-lo,
Se rechaças a idéia de que és indispensável,
Então, virá a paz!

(poema retirado da obra: Fenômeno Bullying: como prevenir a violência nasescolas e educar para a paz, de Cleo Fante, p.128)

2. ALUNOS RESPONSÁVEIS: Nailton Lopes
Isis gabriela
Lucas Eduardo
Laura Diniz
graciele Assis

4. EIXO TEMÁTICO: Bulling
5.INTRODUÇÃO:
Nacontemporaneidade, ainda vivenciamos muitos impasses referentes à consolidação de uma cultura de paz, uma vez que, a violência marca todos os segmentos sociais, em especial o educacional. Assim, é um desafio para a geração deste século XXI compreender, intervir e anular as múltiplas causas que desagregam o homem.
A escola enquanto espaço de interação social, por excelência, comporta também no seucotidiano relações de poder, e conseqüentemente jogos de interesses, embates ideológicos, psíquicoculturais e em última instância pode comportar embates físicos entre os sujeitos escolares. A violência escolar, conhecida como Fenômeno Bullying, é uma das questões preocupantes para os diversos sujeitos sociais no final do século XX.
Tal fenômeno tem ganhado lugar nas páginas jornalísticas em geral,muitos casos são evidenciados com progressiva intensidade nos espaços escolares envolvendo alunos de diferentes níveis e modalidades da educação.
Interessa nos identificar as diferentes ‘violências escolares’ a que se submetem os alunos e os fatores que instigam e levam a ações agressivas, bem como identificar os meios para se detectar o fenômeno ‘bullying’ e as possíveis interferênciaseducativas. Diante desse cenário intrigante onde múltiplas formas de agressões acontecem, a escola parece ter se tornado um campo de batalha que não a do conhecimento. No contexto da gestão democrática, a indagação crucial que nos instiga é: qual o papel da escola e de profissionais da educação diante da violência escolar ? Quais as causas de comportamentos violentos, como explicar tal fenômeno, que emmuitos casos acontece no silêncio? Isso tem incomodado docentes, discentes, gestores educacionais, entretanto, o fenômeno bullying não pode ser desconsiderado no processo de gestão democrática escolar, pois a esta compete também o dever ético de intervir e de buscar formas de prevenção da violência assumindo o compromisso do desenvolvimento de uma cultura de paz e de práticas de cooperação e deapreço à tolerância.
A violência ocorre em diversos contextos tornando se um conceito multifacetado e transdiciplinar que comporta diferentes conceituações cujo estudo demanda reflexões em diferentes campos do conhecimento.
O conceito de violência é definido na Enciclopédia Delta Larousse ( ano) como o “ato de força, impetuosidade, acontecimento, brutalidade e veemência”.
No campo da psicologia...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Bullying
  • Bullying
  • Bullying
  • Bullying
  • O Bullying
  • bullying
  • Bullying
  • Bullying

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!