biblioteca

Páginas: 46 (11301 palavras) Publicado: 10 de março de 2014
A colonialidade de cabo a rabo: o hemisfério ocidental no horizonte conceitual da

Titulo

modernidade
Mignolo, Walter D. - Autor/a;

Autor(es)

A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas

En:

latino-americanas
Buenos Aires

Lugar

CLACSO, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales

Editorial/Editor

2005

Fecha
Colección

Nuevo OrdenMundial; Historia; Relaciones Economicas Internacionales; Comercio

Temas

Exterior; Historia Economica; Colonialismo; Colonialidad; Modernidad;
Capítulo de Libro

Tipo de documento

http://bibliotecavirtual.clacso.org.ar/clacso/sur-sur/20100624094657/6_Mignolo.pdf

URL

Reconocimiento-No comercial-Sin obras derivadas 2.0 Genérica

Licenciahttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.0/deed.es

Segui buscando en la Red de Bibliotecas Virtuales de CLACSO
http://biblioteca.clacso.edu.ar

Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales (CLACSO)
Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO)
Latin American Council of Social Sciences (CLACSO)
www.clacso.edu.ar

A colonialidade de cabo a rabo:
o hemisfério ocidental no horizonte conceitual da
modernidadeWalter D. Mignolo*

Before the Cold War, the closest the United States had ever come
to a permanent foreign police was in our relationship with the
nations of the Western Hemisphere. In 1823 the Monroe Doctrine
proclaimed our determinatios to insulate the Western Hemisphere
from the contests over the European balance of power, by force
if necessary. And for nearly a century afterward, thecauses of
America´s wars were to be found in the Western Hemisphere:
in the wars against Mexico and Spain, and in threats to use force
to end Napoleon III´s effort to install an European dinasty in Mexico.
Years of Renewal
Henry Kissinger

I. Sobre o imaginário do mundo moderno/colonial
A tese que proponho e aqui defendo é a de que a emergência da idéia de “hemisfério ocidental” deu lugar
auma mudança radical no imaginário e nas estruturas de poder do mundo moderno/colonial (Quijano e
Wallerstein, 1992). Essa mudança não apenas produziu um enorme impacto em sua reestruturação, mas
teve e tem importantes repercussões nas relações Sul-Norte nas Américas, para a configuração atual da
“Latinidade” nos Estados Unidos, como também para a diversidade afro-americana no Norte, no Sul e noCaribe.
Emprego o conceito de “imaginário” no sentido em que o utiliza o intelectual e escritor martinicano
Édouard Glissant (1997). Para Glissant “o imaginário” é a construção simbólica mediante a qual uma
comunidade (racial, nacional, imperial, sexual, etc.) se define a si mesma. Em Glissant, o termo não tem
nem a acepção comum de uma imagem mental, nem o sentido mais técnico que adquire nodiscurso
analítico contemporâneo, no qual o imaginário forma uma estrutura de diferenciação com o Simbólico e o
Real. Partindo de Glissant, dou ao termo um sentido geopolítico e o emprego na fundação e formação do
imaginário do sistema-mundo moderno colonial. A imagem que temos hoje da civilização ocidental é, por
um lado, um longo processo de construção do “interior” desse imaginário, desdea transição do
Mediterrâneo, como centro, à formação do circuito comercial do Atlântico, assim também como de sua
“exterioridade”. Isto é, no Ocidente a imagem “interior” construída por letrados e letradas, viajantes,
estadistas de todo tipo, funcionários eclesiásticos e pensadores cristãos, esteve sempre acompanhada de
um “exterior interno”, ou seja, de uma “exterioridade”, mas não de um“fora”. A cristandade européia, até
fins do século XV, era uma cristandade marginal que se tinha identificado com Jafé e o Ocidente,
distinguindo-se da Ásia e da África. Esse Ocidente de Jafé era também a Europa da mitologia grega. A
partir do século XVI, com o triplo fato da derrota dos mouros, da expulsão dos judeus e da expansão
atlântica, mouros, judeus e ameríndios (e com o tempo também os...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Bibliotecas
  • Biblioteca
  • Bibliotecas
  • Biblioteca
  • biblioteca
  • Bibliotecas
  • biblioteca
  • Biblioteca

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!