Arquitetura religiosa

Páginas: 22 (5441 palavras) Publicado: 20 de agosto de 2013
Os frontispícios na arquitetura religiosa em Minas
Gerais
Frontispieces in the religious architecture of Minas
Gerais
Ivo Porto de Menezes*

Resumo
A composição das fachadas das principais igrejas construídas em Minas Gerais no século
XVIII decorria da disposição dos elementos seus componentes, ou seja, torres e frontispício.
Na planta, começava a busca de uma melhor composição. Ofrontispício, como elemento
principal, deveria ser bem proporcionado. A ocorrência de modificações desses frontispícios
de igrejas mineiras é o objeto deste trabalho, associando-se, na descrição desses processos,
constatações de ocorridos semelhantes em igrejas da Europa Central e de possíveis influências
sofridas.
Palavras-chave: Arquitetura; Rococó; Frontispício; Minas Gerais; Europa Central.Abstract

164

The façade composition of the main 18th-century churches constructed in Minas Gerais resulted
from the disposition of its components, that is, towers and frontispiece. The search for a better
composition started at the plan stage. As the main element, the frontispiece should be wellproportionate. The object of this article is the occurrence of modifications in thefrontispieces of
Minas Gerais churches, the description of which is associated to evidences of similar processes
in Central European churches and possible influences.
 
Key words: Architecture; Rococo; Frontispiece; Minas Gerais; Central Europe.

*
Engenheiro-arquiteto pela Escola de Arquitetura da UFMG, doutor em Construção Civil, Arquitetura e Urbanismo pela Escola de Minas da Universidade doBrasil, professor emérito da UFMG,
professor de Arquitetura Brasileira e Patologia das Edificações na Escola de Arquitetura da UFMG,
professor de Construção de Edifícios na Escola de Minas da Ufop, diretor do Arquivo Público Mineiro,
arquiteto do Iphan e Iepha/MG.
Cadernos de Arquitetura e Urbanismo, Belo Horizonte, v.14 - n.15 - dezembro 2007



Os arraiais nas Minas Gerais surgiram ao sabordas descobertas que aqui
cresciam ao longo do tempo. Providenciavam logo seus habitantes, mantidas
suas tradições da mãe pátria, a construção do templo, onde podiam melhor
conversar com seu Deus, seja para pedir sua proteção, seja para agradecer sua
prosperidade. Surgiam, assim, as primeiras capelas, espalhadas ao longo do
território desbravado, junto à habitação de seus povoadores.
“Feitasde pau do mato próximo e da terra do chão”, no saboroso dizer
do mestre Lúcio Costa, assim também eram erguidas as primeiras capelas e,
posteriormente, transformadas em matrizes. Logo que possível, procuravam
dar a elas maior dignidade construtiva e segurança. A arquitetura seguia o
exemplo que traziam de sua terra natal, adaptadas, é verdade, às condições
encontradas na nova terra.
Motivossurgiam, como aquele em que, ao querer “El Rei nosso Senhor”
criar nas Minas um bispado, pensando em criá-lo na mais próspera vila do
território, qual seja a Vila Rica de Nossa Senhora do Pilar do Ouro Preto.
Solicita ao Procurador da Coroa informações sobre qual das matrizes daquela
Vila tinha condições para ser a nova catedral. Transparecido o documento,
as duas matrizes da Vila, a daSenhora do Pilar e a da Senhora da Conceição
de Antônio Dias, resolvem, pelos idos de 1728, demolir suas velhas matrizes
e erguer novas que servissem de catedral. Informa o Procurador que as duas
poderiam servir como tal. Uma convoca o melhor mestre-de-obra para levar
avante sua construção, ou seja, o mestre Manoel Francisco Lisboa; a outra,
imediatamente, chama para criar nova forma nadistribuição interna o excelente
mestre da madeira, Antônio Francisco Pombal, ocasionalmente irmãos.
As matrizes, erguidas pelos “fregueses” da paróquia, tinham a imediata
assistência da coroa, já que sua capela-mor pertencia à Ordem de Cristo, cujo
Grão-Mestre era El Rei. Assim, as construções dessas igrejas deveriam seguir
as ordens diretas que vinham de Portugal, mandadas pelo Arquiteto das...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Arquitetura religiosa
  • arquitetura religiosa
  • Arquitetura religiosa
  • ARQUITETURA RELIGIOSA
  • Arquitetura religiosa
  • Arquitetura religiosa
  • Barroco
  • Simbolismo Em Arquitetura Religiosa

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!