Analise Semiotica

Páginas: 5 (1183 palavras) Publicado: 5 de novembro de 2013
Segundo a escola semiótica, a música “Diário de um detento” dos Racionais MC’s proporciona uma visão contextual do ambiente e rotina que um presidiário tinha e viria a ter nos três dias em que se desenrolaram os fator que culminaram no massacre do Carandiru, que ocorreu n o dia  2 de outubro de 1992.
A Semiótica procura estudar o objeto de uma forma mais profunda, abordando o contexto passadopela época e pelo autor no caso desta música. Será observado além da palavra a fim de se encontrar a mensagem, se encontrar o que não foi dito, mas que está presente naqueles versos. Logo se pode dizer que a Semiótica abordará de forma mais específica o contexto desta peça, sem centralizar o foco nos reflexos do ambiente em que Mano Brown cresceu nem em que visão o autor possui sobre a sociedade emgeral, irá sim se levar em consideração tais fatos a fim de entender o contexto desta obra em específico.
Por ter certa aversão às autoridades policiais, Mano Brown optou por adotar o olhar de um detento nesta música. Usando até mesmo do termo "DETENTO" a fim de exemplificar o descaso da sociedade com a qualidade e respeito que o sistema carcerário trata seus internos.
No início da música ManoBrown situa o ouvinte na data que precede o massacre, logo na primeira linha.
“São Paulo, dia 1º de outubro de 1992, 8h da manhã."
No trecho que abre a música:
"Aqui estou, mais um dia.
Sob o olhar sanguinário do vigia. 
Você não sabe como é caminhar com a cabeça na mira de
uma HK."
Fica clara a rotina opressora onde Mano Brown deixa visível a angústia que o interno sofre ao ver que ao seuredor, o sistema carcerário apenas espera pela chance de se ver livre do presidiário.
"Na muralha, em pé, mais um cidadão José.
Servindo o Estado, um PM bom.
Passa fome, metido a Charles Bronson."
Em seguida também expõe a realidade de um sistema carcerário decadente, onde paga mal seus funcionários que são cada vez mais pressionados pela vivência com pessoas perigosas e com o intenso medode ser ferido em alguma ação e não poder provir o pouco que lhe é pago pela sua função, muitas vezes mal equipado, tendo que ser uma espécie de policial linha dura para não se mostrar vulnerável, tendo




Mais a frente é dito através do trecho:
"Lamentos no corredor, na cela, no pátio.
Ao redor do campo, em todos os cantos.
Mas eu conheço o sistema, meu irmão, hã...
Aqui não temsanto. 
Rátátátá... preciso evitar 
que um safado faça minha mãe chorar. "
Onde neste trecho fica claro que a vida dura do presidiário não esconde seu passado sombrio, é por alguma razão obscura que ele foi parar alí, exatamente por esse motivo é necessário se manter vigilante pois existe o perigo dentro da prisão a todo momento, não se pode confiar 100% nas pessoas alí dentro, as relações sociaisentre os internos são tênue e tensas.
Uma visão que Mano Brown deixa exposta sobre o descaso da sociedade com o presidiário é explícita através do trecho:
"Ratatatá, mais um metrô vai passar.
Com gente de bem, apressada, católica.
Lendo jornal, satisfeita, hipócrita.
Com raiva por dentro, a caminho do Centro.
Olhando pra cá, curiosos, é lógico. 
Não, não é não, não é o zoológico
Minha vidanão tem tanto valor
quanto seu celular, seu computador."
Ratátá pode ser entendido como o jogo de palavras, pois como esta história precede o massacre, pode ser entendida como o som dos tiros de fuzil, porém também simboliza o som dos vagões do metrô que faz parte agora da estação Carandiru, onde seus passageiros viam pelo lado de fora, aquele estabelecimento, curiosos, porém não sensibilizadospelo estado em que se mantinham os internos alí, dessa forma toda essa curiosidade era praticamente a mesma que se têm em um zoológico, tendo o fascínio pelo interno tal qual o se tem por um animal do zoológico, onde você não se preocupa em como ele é cuidado, apenas se ele está atrás das grades para a sua proteção. Tendo menos importância do que bens materiais, por mais que sejam seres...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Análise Semiótica
  • Análise Semiótica
  • Analise semiotica
  • Analise Semiotica
  • Analise semiotica
  • Análise Semiótica
  • Análise Semiotica
  • Análise de Semiótica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!