Alaine Outro Aaaaaaaaaaffffffff

Páginas: 6 (1349 palavras) Publicado: 20 de julho de 2015



TRABALHO DE POLÍTICA PÚBLICAS


THOMAS HOBBES: “ ‘O estado de natureza’ é um estado configurado pela a existência de um desejo perpetuo do poder pelos homens. O poder é definido pela capacidade individual de conseguir riquezas, reputação e de comandar e dominar os outros . O estado de natureza, todo homem vê os outros como concorrentes, pois todos são iguais na capacidade de alcançar osseus fins podendo até causar um ao outro a morte, na defesa de seus interesses. A escassez dos bens pode fazer com que mais de um homem deseja possuir a mesma coisa, pois não existem critérios de distinção entre o meu e o teu, ou seja não há leis ‘só pertence a cada homem aquilo que ele é capaz de conseguir, e apenas enquanto for capaz de conservá-lo’ ”(Hobbes, 1997, p. 110).
COMENTÁRIO: SegundoHobbes o poder é estabelecido por um individuo que obtém bens materiais devido a sua competência. Porém como esse sujeito adquire essa riqueza ? Através da mão-de-obra e força de trabalho da classe humilde, ou seja “o poderoso” só tem esse poder através da exploração.

JONH LOCKE: As formulações de Locke constituíram as diretrizes fundamentais do Estado liberal, inaugurando aquele que se firmariacomo um dos princípios e fundamentais centrais do liberalismo: “ o Estado exige para proteger o direito e liberdades dos cidadãos que em última instância, são melhores juízes de seus próprios interesses” ; e que deve “ter sua esfera de ação restrita e sua prática limitada de modo a garantir o máximo de liberdade possível a cada cidadão” (Held, 1987, p. 49).
COMENTÁRIO: De acordo com Locke opacto social seria um “acordo” com o sujeitos para a segurança da propriedade privada. Só que, a grande maioria dos indivíduos fazem parte do “grupo” dos menos favorecidos, isto é que não possuem a propriedade privada. Então com o pacto social atenderia o interesse desses indivíduos humildes ?

JEAN JACQUES ROUSSEAU: A soberania não pode ser alienada ou representada, pois ela “consisteessencialmente na vontade geral e a vontade geral não se representa [...] é nula toda lei que o povo diretamente não ratificar [...] o povo inglês pensa ser livre e muito se engana, pois só o é durante a eleição dos membros do parlamento ; uma vez estes eleitos, ele é escravo, não é nada ” (Rousseau, 1991, p. 107-108).
COMENTÁRIO: Segundo Rousseau o contrato o pacto social é caracterizado pelo individuoque se coloca todo seu poder e sua pessoa “submetido” a uma vontade geral, baseada na alienação, sustentando a idéia do interesse comum. Toda via a sociedade é composta por grupos de ricos e pobres, então como vai ocorrer esse interesse comum ser justamente as classes são caracterizadas por vontades e necessidades completamente diferentes.

WILHEIM FREDRICH HEGEL: “ Embora a cada qual busque nasociedade civil o seu interesse privado, a divisão do trabalho que assim se estabelece cria um ‘sistema’ levando a que a satisfação do carecimento de cada individuo dependa do trabalho do outro. Como o trabalho esta dividido por ramos cada ramo desenvolve interesses particulares próprios, o que leva a constituir-se em corporação, a qual tem como objetivo defender o interesse coletivo dos seusintegrantes” (Coutinho, 1994, p. 133)
COMENTÁRIO: De acordo com Hegel a sociedade civil é definida pelas vontades individuais, e o Estado político é que vai criar leis enormes, ou seja, o Estado político institui a universalização e propõe tornar pública, isto é atender a necessidade de “todos”. A grande questão é, se ocorre de fato essa “universalização” do interesse de todos os grupos ?

KARL MARX:“O Estado político perfeito é pela sua própria essência, a vida genérica do homem por oposição a sua vida material. Todas as premissas dessa vida egoísta continua a subsistir na sociedade civil, fora da esfera do Estado como propriedade da sociedade burguesa. Onde o Estado político atingiu um real desenvolvimento um homem não só leva não só no pensamento, na consciência, mas também na realidade,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Outros
  • OUTROS
  • outro
  • Outros
  • Outros
  • OUTROS
  • Outros
  • outros

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!