ABORDAGEM DE ENFERMAGEM PARA GARDNERELLA VAGINALLIS, TRICHOMONAS VAGINALIS, CANDIDA ALBICANS E CHLAMYDIA TRACHOMATIS

Páginas: 9 (2006 palavras) Publicado: 14 de junho de 2014
INSTITUTO IEDUCARE
DISCIPLINA: ENFERMAGEM GINECOLÓGICA




KÊMILE VANILLE SILVA TORRES



ABORDAGEM DE ENFERMAGEM PARA GARDNERELLA VAGINALLIS, TRICHOMONAS VAGINALIS, CANDIDA ALBICANS E CHLAMYDIA TRACHOMATIS

PROFESSORA: LAYANA PACHÊCO












PIRIPIRI, JUNHO 2014













ABORDAGEM DE ENFERMAGEM PARA GARDNERELLA VAGINALLIS1 CONCEITO
A Gardnerella vaginalis é uma bactéria comum na flora vaginal de mulheres em fase reprodutiva, estabelecendo, normalmente, um equilíbrio harmônico com o organismo. Entretanto, em casos em que ocorre alguma alteração nessa região, como situações de stress, infecções, gravidez e uso de DIU, essas bactérias podem sofrer uma superpopulação, resultando no que chamamos de vaginosebacteriana. A vaginose bacteriana é causada por um crescimento excessivo de bactérias anaeróbicas e da Gardnerella vaginallis,normalmente encontrada na vagina, e por ausência de lactobacilos. Caracteriza-se por um odor de peixe, o qual é particularmente perceptível depois da relação sexual ou durante a menstruação em conseqüência de um aumento do ph vaginal. É comumente acompanhada por uma secreção maisintensa que o normal (SMELTZER;BARE,2005).
A principal forma de contágio na mulher é pela auto infecção, ou seja, está relacionado aos fatores que predispõem a proliferação bacteriana (visto que a Gardnerella é uma bactéria da flora normal feminina), mas também pode dar-se por contato sexual entre mulheres. No homem, a infecção ocorre pela relação sexual desprotegida com uma parceira infectada operíodo de incubação é de 2 a 21 dias.

2 MANIFESTAÇÕES CLINICAS
Algumas mulheres podem ser assintomáticas, e quando presentes, os sinais e sintomas são: Corrimento amarelado de odor forte e desagradável, bolhas superficialmente distribuídas pela vulva, coceira intensa após o ato sexual, devido à liberação de esperma na região há um intenso odor de peixe podre, Já nos homens, as manifestaçõesclínicas são: corrimento amarelado, coceira, dor  durante o ato sexual, dor,  calor,  rubor e edema (sinais inflamatórios) na região da glande, prepúcio e uretra, O homem geralmente é assintomático.

3 DIAGNÓSTICO

Para Soper (2005) a vaginose bacteriana é diagnosticada com base nos seguintes achados: •O odor vaginal tipo peixe, particularmente notado após o coito, e presença de corrimentovaginal; •As secreções vaginais são cinza e revestem finamente as paredes vaginais; •O ph destas secreções é maior que 4,5(geralmente de 4,7 a 5,7); •A microscopia das secreções vaginais mostra um número aumentado de células indicadoras, e os leucócitos estão visivelmente ausentes. Em casos avançados de VB, mais de 20% das células epiteliais são células indicadoras; •A adição de KOH às secreçõesvaginais (teste de odor) libera um odor de peixe, semelhante ao de amina.
A cultura d G. vaginallis não é recomendada com instrumento diagnóstico, devido à ausência de especificidade.
.


4 PREVENÇÃO

Previne-se qualquer doença retirando os fatores causais. Neste caso, é importante: uso de preservativos durante a relação sexual, evitar a promiscuidade (vários parceiros sexuais), higiene íntimadiária adequada, tratar infecções do trato genital e consultar periodicamente o seu médico de escolha.



5 TRATAMENTO
A infecção é de fácil cura e seu tratamento é feito pelo uso de antibióticos, sendo o como Metronidazol a droga de escolha, pois age no combate à Gardnerella e a outras bactérias anaeróbias que geralmente estão associadas ao quadro. Mas também pode ser feito pelo usode drogas como Secnidazol ou Azitromicina tomados via oral, ou em pomadas, que devem ser aplicadas no local. Mesmo que o parceiro não apresente sintomas, o tratamento deve sempre ser estendido a ele.

6 CUIDADOS DE ENFERMAGEM

O processo de enfermagem ao paciente acometido com essa doença, se faz, inicialmente, um apanhado histórico dos sinais e sintomas da doença, solicitam-se informações de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Candida albicans
  • TRICHOMONAS VAGINALIS
  • Trichomonas vaginalis
  • Trichomonas Vaginalis
  • Gardnerella Vaginalis
  • Trichomonas vaginalis
  • Candida Albicans
  • Trichomonas Vaginalis

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!