18825022

Páginas: 10 (2426 palavras) Publicado: 9 de agosto de 2013
Crime no local de trabalho
Alguns Aspectos Psicológicos
Por
Dr. Tuvya Amsel
O fenômeno da desonestidade de funcionários e do comportamento criminoso no local de
trabalho resulta em um grande impacto financeiro e moral no negócio. Os fenômenos
transcendem culturas e etnias e parecem ser um motivo de preocupação para qualquer
economia no mundo. As estatísticas, que se referem a apenas umaspecto de crime no local
de trabalho – furto por funcionários –, são alarmantes: de acordo com um estudo do
Departamento Americano de Comércio, de 2001, a desonestidade de funcionários resulta
anualmente em um custo excedente de US$ 50 milhões a empresas americanas. A Câmara
Americana de Comércio estima que 75% de todos os funcionários furtam pelo menos uma
vez e que metade destes roubam denovo... e de novo. A Câmara também relata que um em
três negócios quebra como resultado direto do furto por funcionários. Executivos de
Prevenção de Perdas, em resposta à 2001 National Retail Security Survey da Universidade
da Flórida, atribuem 45,9% de suas perdas ao furto por funcionários. De acordo com o
recentemente divulgado 2001 National Retail Security Survey, os varejistas americanosperderam mais de $33,2 bilhões devido ao furto por funcionários. De acordo com oficiais
do serviço público americano, nenhuma outra forma de apropriação indébita é tão custosa
quanto o furto por funcionários. Os resultados do Canadá, Brasil e Austrália refletem
tendências similares às dos Estados Unidos.
O furto interno constitui um problema ainda maior que o demonstrado por esses números.
Paracontextualizar o problema, seguem alguns fatos amplamente aceitos por especialistas:

A maior parte dos furtos por funcionários não é detectada pela
gerência.


Quase todo negócio é vítima furto por funcionários em algum nível.


A maioria dos funcionários honestos prefere não tomar
conhecimento de furto por funcionários e não relata o fato.

Funcionários desonestos roubam o máximopossível, na medida em
que o sistema permite, e não param até serem pegos.

O custo anual de combate à desonestidade de funcionários nos
Estados Unidos é de aproximadamente US$ 15 milhões.

Mesmo funcionários bem pagos se envolvem em crimes no local de
trabalho.
Para um melhor entendimento, este trabalho tenta descrever ao leitor alguns aspectos
psicológicos do fenômeno.

1.Definições:

A definição mais comum utilizada para descrever o fenômeno é: Furto por Funcionários.
Furto por funcionários é qualquer apropriação indébita intencional de propriedade do
empregador. Entretanto, furto por funcionários não se refere apenas à apropriação
indébita de propriedade ou mercadorias do empregador, e inclui também o “skimming”
(vendas embolsadas antes de serem registradas),falsificação de recibos (cobrar um valor
do cliente, registrar um outro valor e embolsar a diferença), “registros nulos ou em valor
menor (vendas são registradas como nulas, fazendo parecer que o cliente devolveu as
mercadorias), recibos encobertos (reter dinheiro e recibos), furto de mercadoria, folha de
pagamentos fictícia (autorização salários para empregados fictícios), despesassuperfaturadas, fraude em compras (os funcionários às vezes declaram-se fornecedores
de mercadorias não-existentes e subseqüentemente reembolsam a si mesmos), fraude de
tempo (tratar de assuntos pessoais durante o trabalho), suborno, fraude, desfalque, venda
de informações internas, etc. e etc.
2.

Sinais de Alerta

A existência de um adversário interno não ocorre na organização sem ser notada.Alguns
dos sinais de alerta são:

Discrepâncias entre os registros do inventário e as contagens
físicas.


Um número excessivo de documentos anulados.



Fotocópias de faturas nos arquivos.



Discrepâncias no caixa.



Depósitos bancários diários que não correspondem aos recibos.


Cheques sem fundos que são aceitos com freqüência ou aprovados
por um funcionário...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!