• vida e morte jorge lins do rego e jorge amado
    colaboração com Murilo Mendes) Quatro Poemas Negros, 1937 A Túnica Inconsútil, poesia, 1938 A Mulher Obscura, romance, 1939 Poemas Negros, 1947 Livro de Sonetos, 1949 Guerra Dentro do Beco, romance, 1950 A Filha da Mãe D'Água, teatro As Mãos, teatro Ulisses, teatro Os Retirantes, cinema Obra...
    911 Palavras 4 Páginas
  • fogo morto
    Menino de Engenho,            Doidinho, Bangüê e Usina e a última e mais importante que é Fogo Morto, da         qual trataremos com mais vagar.               Este é o ciclo mais importante de sua obra. Principalmente as duas primeiras (Menino do Engenho e Doidinho) são consideradas autobiográficas...
    8123 Palavras 33 Páginas
  • fogo morto
    Menino de Engenho,            Doidinho, Bangüê e Usina e a última e mais importante que é Fogo Morto, da         qual trataremos com mais vagar.               Este é o ciclo mais importante de sua obra. Principalmente as duas primeiras (Menino do Engenho e Doidinho) são consideradas autobiográficas...
    8123 Palavras 33 Páginas
  • O modernismo no brasil
    ARTHUR DE AZEVEDO, MARIO DE ANDRADE E OUTROS. A ORIGEM DO CONTO ESTA NA TRANSMISSA ORAL DOS FATOS NO ATO DE CONTAR HISTORIA NOS TEMPOS DE HOJE. TREZ LIVROS SÃO CONSIDERADOS PERCURSORES DO GÊNERO, SÃO ELES: MIL E UMA NOITES, CANTERBURY TELES E DACAMERÃO. NO CONTO BREVE O ALTOR É CAPAZ DE REALIZAR A PLENITUDE...
    5818 Palavras 24 Páginas
  • Resenha
    Dois anos depois, José Lins do Rego publicou seu primeiro livro, "Menino de Engenho". Custeado com seus próprios recursos, o livro recebeu críticas favoráveis e tornou-se um grande sucesso. No ano seguinte, publicou um segundo romance, "Doidinho". A partir daí, o editor José Olympio lhe propôs uma edição...
    367 Palavras 2 Páginas
  • O modernismo no brasil
    ARTHUR DE AZEVEDO, MARIO DE ANDRADE E OUTROS. A ORIGEM DO CONTO ESTA NA TRANSMISSA ORAL DOS FATOS NO ATO DE CONTAR HISTORIA NOS TEMPOS DE HOJE. TREZ LIVROS SÃO CONSIDERADOS PERCURSORES DO GÊNERO, SÃO ELES: MIL E UMA NOITES, CANTERBURY TELES E DACAMERÃO. NO CONTO BREVE O ALTOR É CAPAZ DE REALIZAR A PLENITUDE...
    5818 Palavras 24 Páginas
  • jose lins de rego
    suas obras literárias. Ele deu início ao conhecido Ciclo da Cana-de-Açúcar com a obra: Menino de Engenho. Além deste livro, este notável escritor escreveu outros livros, como: Doidinho, Banguê, O Moleque Ricardo e Usina. Este último possui narrativa descritiva do meio de vida nos engenhos e nas plantações...
    1713 Palavras 7 Páginas
  • Fases do Modernismo
    identificado com as esquerdas; de outro, um nacionalismo ufanista, utópico, exagerado, identificado com as correntes políticas de extrema direita. Resumo das Características: Busca do moderno, original e polêmico. Nacionalismo em suas múltiplas facetas. Volta às origens e valorização do índio verdadeiramente...
    3911 Palavras 16 Páginas
  • O menino de engenho
    deste livro, este notável escritor escreveu outros livros, como: Doidinho, Bangüê, O Moleque Ricardo e Usina. Este último possui narrativa descritiva do meio de vida nos engenhos e nas plantações de cana-de-açúcar do Nordeste. O livro "Menino de Engenho"  é o primeiro de uma série de cinco livros, conhecidos...
    505 Palavras 3 Páginas
  • Felicidade
    1934, lá permanecendo até 1939. Já escritora consagrada, muda-se para o Rio de Janeiro. No mesmo ano foi agraciada com o Prêmio Felipe d'Oliveira pelo livro As Três Marias. Escreveu ainda João Miguel (1932), Caminhos de Pedras (1937) e O Galo de Ouro (1950). Foi presa em 1937, em Fortaleza, acusada de ser...
    3335 Palavras 14 Páginas
  • José lins do rego cavalcanti
    seu primeiro livro, Menino de engenho (1932), chave de uma obra que se revelou de importância fundamental na história do moderno romance brasileiro. Além das opiniões elogiosas da crítica, sobretudo de João Ribeiro, o livro mereceu o Prêmio da Fundação Graça Aranha. Em 1933, publicou Doidinho, o segundo...
    413 Palavras 2 Páginas
  • Para pessoas muito ocupadas sem tempo para leitura
    Para pessoas muito ocupadas sem tempo para leitura... O poder de síntese! William Shakespeare Romeu e Julieta Dois adolescentes doidinhos se apaixonam, mas as famílias proíbem o namoro, as duas turmas saem na porrada, uma briga fodida, muita gente se machuca. Então, um padre filho da puta tem...
    558 Palavras 3 Páginas
  • Jose Lins Do Rego
    teve contato com diversos escritores como Graciliano Ramos e Rachel de Queiroz. Publicou seu primeiro livro em 1932, Menino de engenho, que se tornou grande sucesso, posteriormente publicou Doidinho (1933). Após o sucesso de suas publicações, o editor José Olympio lhe propôs uma edição de 10 mil exemplares...
    327 Palavras 2 Páginas
  • jose lins do rego-obra
    Rego inaugurava com Menino de Engenho uma série de seis obras intitulada "Ciclo da cana-de-açúcar". O primeiro romance foi seguido pela publicação de Doidinho (1933), Bangüê (1934), Moleque Ricardo (1935), Usina (1936) e Fogo Morto (1943), todos dedicados à reconstrução de um detalhado painel do ocaso da...
    312 Palavras 2 Páginas
  • paradidatico de sao bernardo
    autor e as suas características ,destacara as escola literária em que ele fez parte e também terá um reescrito do final do livro. O livro são bernardo retrata Desenvolvimento : contexto histórico - sócio cultural Introdução O segundo...
    5380 Palavras 22 Páginas
  • Romantismo
    publicou o livro Fogo Morto, considerado a sua obra-prima; em seguida escreveu Eurídice, Cangaceiros e Entre outros.·. Este notável escritor foi eleito membro da Academia Brasileira de Letras e teve suas obras traduzidas para diferentes idiomas, entre eles, o russo. Antes de morrer, escreveu um livro de memórias...
    481 Palavras 2 Páginas
  • Literatura
    descrições de nossa natureza que não chegam a expressar qualquer sentimento nativista do autor. BOTELHO DE OLIVEIRA Música do Parnaso É o primeiro livro impresso publicado por um brasileiro, escritor não muito valorizado pela crítica mas de inegável valor histórico. Traz poesias em português, espanhol...
    30425 Palavras 122 Páginas
  • Doidinho
    Dois anos depois, José Lins do Rego publicou seu primeiro livro, "Menino de Engenho". Custeado com seus próprios recursos, o livro recebeu críticas favoráveis e tornou-se um grande sucesso. No ano seguinte, publicou um segundo romance, "Doidinho". A partir daí, o editor José Olympio lhe propôs uma edição...
    592 Palavras 3 Páginas
  • Doglair
    outras obras de autores como Machado de Assis em Conto de Escola, Raul Pompéia em O Ateneu, Graciliano Ramos com Infância e José Lins do Rego em Doidinho e Menino de Engenho. A obra principal foi publicada em sua primeira edição em 1938, mas apresenta uma realidade vivida entre final do século XIX...
    3831 Palavras 16 Páginas
  • História do brasil
    História Introdução O “livro ‘“ “Os Corumbás” de Amando fontes, situa-se na época da industrialização da cidade de Aracajú, retrata a vida de retirantes do sertão, fugindo da seca e da fome que até hoje, existe no sertão nordestino. Na época entre 1910 e 1920, Sergipe era a cidade do nordeste...
    5931 Palavras 24 Páginas