• Apresentação sobre Livros José Lins do Rego
    Resumos para apresentação sobre Livros José Lins do Rego DOIDINHO O título do livro é o apelido que Carlos Melo, agora com 12 anos, que narra as experiências do personagem como interno em um colégio severo. O grande sonho de Doidinho é voltar ao engenho Santa Rosa do avô José Paulino. Enquanto...
    1025 Palavras 5 Páginas
  • Doidinho
    Literatura - doidinho resumo Assinar para acessar o trabalho completo Enviado por gabysr, junho 2012 | 8 Páginas (1792 Palavras) | 71 Consultas | 4.5 12345 | Denunciar | APROVEITE O NOSSO RELACIONAMENTO PÚBLICO... Envie Resumo Capítulo 1 e 2. Data 31/05. Carlos chegara ao colégio INSC...
    371 Palavras 2 Páginas
  • Literatura - doidinho resumo
    Resumo Capítulo 1 e 2. Data 31/05. Carlos chegara ao colégio INSC – Instituto Nossa Senhora do Carmo. Ele começava a conhecer como o colégio funcionava e o diretor carrasco, seu Maciel. Carlinhos vinha do engenho Santa Rosa e era neto de Zé Paulino. O menino ficava nervoso quando seu Maciel pedia...
    1792 Palavras 8 Páginas
  • josé lins do rego
    teve contato com diversos escritores como Graciliano Ramos e Rachel de Queiroz. Publicou seu primeiro livro em 1932, Menino de engenho, que se tornou grande sucesso, posteriormente publicou Doidinho (1933). Após o sucesso de suas publicações, o editor José Olympio lhe propôs uma edição de 10 mil exemplares...
    685 Palavras 3 Páginas
  • xczxcz
    suas obras literárias. Ele deu início ao conhecido Ciclo da Cana-de-açúcar com a obra: Menino de Engenho. Além deste livro, este notável escritor escreveu outros livros, como: Doidinho, Bangüê, O Moleque Ricardo e Usina. Este último possui narrativa descritiva do meio de vida nos engenhos e nas plantações...
    1100 Palavras 5 Páginas
  • bangüê
    usina. O menino Carlinhos agora é um adulto, formado em Direito. É através de sua vida que é narrada a queda do império dos antigos coronéis do açúcar. Livro muito bom para se aprender como se deu a formação social de uma parte de nosso país. Lançado em maio de 1934, o romance Bangüê é hoje um clássico da...
    2183 Palavras 9 Páginas
  • José Lins do Rego
    do Rego publicou seu primeiro livro, “Meninos de Engenho”, que foi custeado com seus próprios recursos, e que tornou- se um grande sucesso. Teve contato com vários escritores como Graciliano Ramos e Rachel de Queiroz. No ano seguinte publicou seu segundo livro, “Doidinho”. Foi então que o editor José...
    1258 Palavras 6 Páginas
  • FOGO MORTO
    “Fogo morto" - resumo da obra de José Lins do Rego O regionalismo de 30 Publicado em 1943, Fogo Morto é a última obra-prima do regionalismo neo-realista surgido no Brasil durante a década de 30. A prosa de ficção dos anos 30 deu continuidade ao projeto dos primeiros modernistas, a chamada fase...
    5691 Palavras 23 Páginas
  • anatomia
    fiscal de bancos em Maceió, onde escreveu seus primeiros romances: Menino de Engenho, Doidinho e Bangüê. Fogo Morto é uma obra de José Lins do Rego, publicada em 1943, considerado pela crítica como a sua obra-prima. Livro que mostra com linguagem forte e poética a decadência dos engenhos de cana-de-açúcar...
    1631 Palavras 7 Páginas
  • sobre o livro menino de engenho de jose lins do rego
    suas obras literárias. Ele deu início ao conhecido Ciclo da Cana-de-Açúcar com a obra: Menino de Engenho. Além deste livro, este notável escritor escreveu outros livros, como: Doidinho, Banguê, O Moleque Ricardo e Usina. Este último possui narrativa descritiva do meio de vida nos engenhos e nas plantações...
    707 Palavras 3 Páginas
  • menino do engenho
    Leitura e Analise Livro Menino do Engenho Nomes : Kely de Fátima ilanski nº 32 Maiane Knaul nº Marechal Cândido Rondon, 2014 1- Bibliografia: O livro a ser analisado é Menino do engenho de José Lins do Rego e se trata de uma autobiografia de sua infância onde...
    822 Palavras 4 Páginas
  • Trabalhos
    Resumo do livro – Fogo Morto – de Lins do Rego Publicado em 1943, Fogo Morto é o ultimo livro do ciclo da cana-de-açúcar, composto pelas obras Menino de Engenho (1932), Doidinho (1933) e Bangüê (1934). Nesses romances, José Lins do Rego mostra uma sociedade marcada pelo poder dos latifundiários,...
    940 Palavras 4 Páginas
  • menino do engenho
    Leitura e Analise Livro Menino do Engenho 1- Bibliografia: O livro a ser analisado é Menino do engenho de José Lins do Rego e se trata de uma autobiografia de sua infância onde buscava relatar a biografia de seu avô, o coronel José Paulino. O livro foi publicado em 1932, e está...
    850 Palavras 4 Páginas
  • portugues
    condição coletiva. Sua primeira obra Caetés, ao fazer uma narrativa da vida provinciana de Palmeiras dos Índios, com características naturalistas. No livro seguinte, São Bernardo, verdadeira obra- prima da literatura brasileira, Graciliano apresenta uma notável evolução em técnica e estilo e um aprofundamento...
    1764 Palavras 8 Páginas
  • Mecanismo de sustentaçao dos grupos sociais
    se transferiu para Maceió, onde publicou o seu primeiro livro, Menino de engenho (1932), custeado com dinheiro do próprio bolso e que atingiu enorme repercussão, tornando-se peça chave de sua obra. No ano seguinte voltava às livrarias com “Doidinho”. Nomeado fiscal do imposto de consumo, mudou-se para...
    1175 Palavras 5 Páginas
  • Fogo Morto
    "Fogo morto" - resumo da obra de José Lins do Rego 28/09/2012 21h 14 Obra-prima de José Lins do Rego, esse romance regionalista mostra o declínio dos engenhos de cana-de-açúcar nordestinos e traça amplo perfil das figuras decadentes que giravam em torno dessa atividade econômica. - Leia a análise...
    1299 Palavras 6 Páginas
  • Modernismo
    MODERNISMO: 2ª FASE MODERNISMO: 2ª FASE SUMÁRIO RESUMO Recebendo como herança todas as conquistas da geração de 1922, a segunda fase do Modernismo brasileiro se estende de 1930 a 1945. Período marcado...
    2221 Palavras 9 Páginas
  • Lorenzo
    Neste dossiê está retratado a obra Fogo Morto de José Lins do Rego. O livro é visto como “o romance dos grandes personagens”. Mostra a decadência dos engenhos de cana-de-açúcar e marca o término da série, sendo o ultimo livro expressivo dos ciclos de José Lins. Fogo Morto faz parte da 2ª fase do modernismo...
    2993 Palavras 12 Páginas
  • Segunda fase do Modernismo
    tarde aproveitado pela escritora como tema de seu livro de estréia, "O Quinze", ainda não tinha completado vinte anos quando publicou este primeiro romance. O livro é lançado em 1930. Diante da reação reticente dos críticos cearenses, remete o livro para o Rio de Janeiro e São Paulo, sendo elogiado por...
    5404 Palavras 22 Páginas
  • RESUMO INFANCIA
    de Oliveira e de Maria Amélia Ferro Ramos, viveu sua infância nas cidades de Viçosa e Palmeiras dos Índios em Alagoas, e Buíque Pernambuco. Publicou livros como Angustia, Vidas Secas, Memórias do Cárcere, Infância, entre outros. Em 26 de janeiro de 1953, interna-se na Casa de Saúde e Maternidade São Vitor...
    1244 Palavras 5 Páginas