• Uma forca
    investigacao visa a conhecer melhor sobre a questao da verdade. Sobre tudo quero deixar o nosso manifesto de alegria em nos atribuir este belissimo tema que de certa forma vai nos a compreender a questao da verdade. Depois do desenvolvimento do trabalho investigativo tem ainda as respectiva notas...
    438 Palavras 2 Páginas
  • Ciencias contabeis
    Aluno: João Antônio Dias Nunes Matrícula: 0701244 Curso: Ciências Contábeis Turno: Noturno Trabalho de Metodologia Científica, voltado para a reflexão do Trinômio Verdade – evidência – certeza, para o desenvolvimento do senso crítico do aluno nas reflexões acadêmicas, baseado no...
    730 Palavras 3 Páginas
  • O histórico do método científico
    à verdade. Quando não houver evidências suficientes, vão haver os casos de ignorância, dúvida e opinião. A ignorância consiste na ausência do conhecimento relativo ao fato em questão. São quatro tipos de ignorância: vencível,invencível, culpável e desculpável. A dúvida é um estado de...
    1207 Palavras 5 Páginas
  • Luz das luzes
    trabalho de construção do Templo (de evolução espiritual) ficam suspensos devido à perda do nosso guia (o Eu Superior). Os três assassinos (os três meses de inverno) são a ignorância que deseja assumir o lugar da verdade e converte a atividade em fanatismo. O fanatismo busca todas as honrarias, e a...
    3683 Palavras 15 Páginas
  • Sócrates
    conhece os limites da própria ignorância. - É melhor fazer pouco e bem, do que muito e mal. - Alcançar o sucesso pelos próprios méritos. Vitoriosos os que assim procedem. - A ociosidade é que envelhece, não o trabalho. - O início da sabedoria é a admissão da própria ignorância. - Chamo de...
    963 Palavras 4 Páginas
  • Filosofia
    ensinava as pessoas filosofia, mas ensinava as pessoas a filosofar, ou seja, por meio da filosofia Sócrates levava os indivíduos a pensarem em suas crenças e em suas concepções de verdade. Por meio da filosofia Sócrates ajudava as pessoas a libertarem suas almas da ignorância. 2. Explique o método...
    1755 Palavras 8 Páginas
  • Platão e o Mito da Caverna
     Dupla: Fernanda Tupini e Vitor Kramer Professor (a): Fernanda Paula Turma: 1º ano / A – E.M. INTRODUÇÃO: O objetivo deste trabalho é apresentar e explicar o mito da caverna de Platão, escrito no livro VII “A república”, onde Platão se espelhou...
    1028 Palavras 5 Páginas
  • A preucupação
    , assim como eu comecei um dia. Então, aqui vai o texto: 1. Sócrates e os Sofistas Sócrates revolucionou o mundo com seu mode de pensar. Sua filosofia se diferenciou dos pré-socráticos com um jeito novo de se chegar à verdade. Esse jeito novo consiste em reconhecer primeiro a própria ignorância para...
    2417 Palavras 10 Páginas
  • 1984 - George Orwell - Análise
    assim uma busca pela verdade o que não seria vantajoso para a manutenção do poder, pois para os poderosos, nada melhor que a ignorância. Um outro aspecto que deve ser destacado aqui, é o papel da propaganda na sociedade. Na Oceania, a teletela além de vigiar os indivíduos, também realizava...
    5181 Palavras 21 Páginas
  • Sócrates
    . DESENVOLVIMENTO A apologia de Sócrates relata um conjunto de valores para se ter uma vida correta, e há certos comportamentos que se destacam como: a ignorância, medo da morte, desobedecer o superior, honra, cogitação, determinação, desprendimento ao material, que pode te levar a ter uma vida correta ou...
    920 Palavras 4 Páginas
  • Sócrates
    naquele momento a verdade absoluta, o exercício do método socrático poderia aproximá-lo dela e, consequentemente, da virtude.  A introspecção é o característico da filosofia de Sócrates. E exprime-se no famoso lema conhece-te a ti mesmo - isto é, torna-te consciente de tua ignorância - como sendo o...
    1567 Palavras 7 Páginas
  • Socrates
    presumiam verdadeiras, na verdade eram falsas. Sócrates também usava a ironia para expor a ignorância em relção a conceitos básicos, isto é, afirmava ser diferente das outras pessoas apenas por saber que era ignorante. A insistência de Sócrates em sua ignorância lembrava aos outros sua própria ignorância...
    1374 Palavras 6 Páginas
  • Filosofia
    gregos compreender o saber e a ignorância de modo distinto daquele que anteriormente existia. Se antes o saber era apreendido como uma plenitude, a ignorância como carência e falta; agora, no mundo helênico, esse panorama sofre uma inversão, a saber: o saber é uma falta (lembre-se de Sócrates que dizia...
    1098 Palavras 5 Páginas
  • Desafio de aprendizagem
    . Desenvolvimento: Aristóteles diz que a Filosofia começa com o espanto, com o reconhecimento da ignorância. De fato, quem reconhece a sua ignorância, não admite ficar nessa condição, uma vez que a ignorância é, no fundo, a incapacidade de dar sentido à vida e ao universo. É essa a mensagem da alegoria da...
    1933 Palavras 8 Páginas
  • Cihcosife0
    InDICE Introdução. I. Quem foi e quando viveu Sócrates II. Os principais problemas de Sócrates III. As ideias mais relevantes de Sócrates IV. A importância do pensamento de Sócrates Introdução Foi solicitado pelo professor de Filosofia um trabalho sobre um filósofo à...
    1053 Palavras 5 Páginas
  • Atividade
    crítica ao próprio ser, que não busca a verdade, e em uma ingenuidade falsificada, aceita o que lhe é dito, já que isso é mais cômodo e lhe poupa o trabalho de investigar, refletir, questionar e com isso comprovar os fatos. Assim, fica claro que o professor, principalmente o historiador, deve...
    1737 Palavras 7 Páginas
  • Senso comum
    , modo de agir, embora muitas pessoas confundam senso comum com crença, ou seja, senso comum é o saber de todos. Saber de todos é tudo aquilo que nos é passado de geração em geração sem depender de uma investigação detalhada para alcançar verdades mais profundas como as científicas. É um tipo...
    1286 Palavras 6 Páginas
  • Especialista
    . A interpretação filosófica da alegoria sugere a necessidade do homem de contemplar a verdade – isto feito, não se pretende retornar à condição de ignorância. O ignorante zomba daquele que possui o conhecimento por falta de entendimento – enquanto estiver preso aos grilhões da ignorância, jamais se...
    8107 Palavras 33 Páginas
  • Método socrático
    alunos, Platão e Xenofonte. Desenvolvimento Método Socrático: Em seus diálogos, o reconhecimento da própria ignorância era parte essencial para se chegar à apreensão da Idéia e à construção dos...
    824 Palavras 4 Páginas
  • Apologia de Socrates
     Trabalho realizado por: Mariana Franco 11ºT5 Verdade versus persuasão..........................................................................2 Diferença entre Sócrates e os sofistas........................................................2-3 O diálogo e o método...
    1019 Palavras 5 Páginas