P a da lingua portuguesa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4303 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE INTERNACIONAL DE CURITIBA

Língua Portuguesa: Aquisição da Linguagem e Concepções de Ensino

MOGI DAS CRUZES
2011

FACULDADE INTERNACIONAL DE CURITIBA

CLAUDIA VALÉRIA VIEIRA DE FARIA

Língua Portuguesa: Aquisição da Linguagem e Concepções de Ensino

Produção de Aprendizagem apresentada à UTALíngua Portuguesa no Curso de Pedagogia à
Distância da Faculdade Internacional de
Curitiba

Tutor Local: Rodrigo de Oliveira FernandesCentro Associado: Mogi das Cruzes/SP

MOGI DAS CRUZES
2011

SUMÁRIO

1 Introdução.......................................................................................................... 04
2 Língua Portuguesa: Aquisição da Linguagem e Concepções de Ensino.... 05
2.1 Metodologia daAlfabetização........................................................................ 07
2.2 Metodologia da Língua Portuguesa.............................................................. 09
2.3 Pesquisa e Pratica Profissional- Produção de Texto.................................. 12
3 Considerações finais......................................................................................... 14

1. Introdução

As pesquisasem aquisição da linguagem constituem uma área multidisciplinar, no caminho entre teorias lingüísticas e psicológicas. Os pesquisadores que investigam essa área têm como questão central descobrir como se dá a aquisição de uma língua. Muitas pesquisas têm sido desenvolvidas no sentido de desvendar essa questão, porém ainda há muito a ser pesquisado, configurando um campo produtivo para a realizaçãode estudos teóricos e empíricos. Os primeiros estudos sobre a aquisição da linguagem estavam baseados em uma visão teórica behaviorista (Skinner), que assumia que a aprendizagem de uma língua se dava pela exposição ao meio e em decorrência da imitação e do reforço. O ponto de vista teórico behaviorista defendia que o ser humano aprende por condicionamento, assim como qualquer outro animal. Apartir do final da década de 50, os estudos de Noam Chomsky impulsionam os trabalhos em aquisição da linguagem, com base na posição assumida de que a linguagem é inata. A criança nasce pré-programada para adquirir a linguagem e é capaz de, a partir da exposição à fala, construir suas hipóteses sobre a língua a que está imersa.
      A visão cognitivista construtivista (Piaget) entende a aquisição dalinguagem como dependente do desenvolvimento da inteligência da criança. Sob esse ponto de vista, a linguagem surge quando a criança desenvolve a função simbólica. É necessária a mediação do outro entre a criança e o mundo (Scarpa, 2003), porém a criança não espera passivamente o conhecimento, mas constrói tal conhecimento a partir das relações estabelecidas através dessa mediação.
      A visãointeracionista social (Vygotsky) considera os fatores sociais, comunicativos e culturais para a aquisição da linguagem, estudando as características da fala dos adultos. Segundo esse ponto de vista teórico, a interação social e a troca comunicativa são pré-requisitos básicos para a aquisição da linguagem. Nessa perspectiva, a linguagem é atividade constitutiva do conhecimento de mundo e a criançase constrói como sujeito.
      Nos últimos anos, surgiram muitas investigações que pretendem descobrir como se dá, no cérebro/mente, a aquisição da linguagem. Desde então, as pesquisas na área conexionista (McClelland e Rumelhart, 1986) investigam a aprendizagem da língua materna ou de segunda língua. O conexionismo propõe que a aquisição tem como base a formação de unidades neuroniais de...
tracking img