O trabalho do assistente social com idosos em leito hospitalar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 16 (3903 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 9 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL COM IDOSOS EM LEITO HOSPITALAR



Kelly santos barbosa silva
















PIRAPORA – MG
2011














O TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL COM IDOSOS EM LEITO HOSPITALAR


Artigo necessário para obtenção parcial da Graduação do Curso de Serviço Social EAD da Universidade Luterana do Brasil –ULBRA.





Professor Regente da Disciplina: Lourenço Brito Felin
Professora Tutora Virtual: Jordana Batista Centeno
Professor Tutor Presencial: Kelly Santos Barbosa







PIRAPORA – MG
2011
O TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL COM IDOSOS EM LEITO HOSPITALAR





RESUMO


O Objetivo do estudo é analisar o trabalho do Assistente Social na área da saúde especificamente comidosos em leitos hospitalares. O método empregado foi a revisão bibliográfica. O Assistente Social deve estar preparado para atender os diversos conflitos e orientar os idosos de seus direitos sociais e a família sobre seus deveres na atenção ao idoso. No âmbito hospitalar o assistente social deve buscar a garantia dos direitos e prestação dos serviços de saúde à pessoa idosa, como também deve atuarpromovendo o elo entre o idoso enfermo e sua família. Esse artigo demonstra a importância do assistente social no espaço hospitalar, pois se constitui em um profissional decisivo para o bem-estar do usuário.




Palavras - chave: Serviço Social, Saúde Pública, Idosos, Hospital.




1. INTRODUÇÃO



O Serviço Social possui uma função universal, pois lida com questõessociais inerentes a condição humana. No tocante as relações sociais da pessoa idosa o serviço social atua da luta para chamar a atenção para a importância da interiorização da qualidade de vida das pessoas na conquista do direito a viver uma vida saudável. Essa ação também é política porque favorece a reflexão sobre a necessidade de parcerias políticas na produção de ações sociais de qualidade de vidaem um esforço individual e coletivo (IAMAMOTO, 1998).


O idoso é um cidadão pleno com direitos resguardados pela Política Nacional do Idoso, Lei 8842/94; Política Nacional de Saúde do Idoso, Portaria 2528 de 19 de outubro de 2006; e o Estatuto do Idoso, Lei 10.741/ 2003. Estes documentos resguardam direitos fundamentais: vida, liberdade, dignidade e saúde.


No tocante à saúdea Organização Mundial de Saúde (OMS) conceitua como o estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não somente a ausência de doenças. No entanto idosos em situação de leito hospitalar apresentam uma doença e um mal-estar. A doença é tratada pelos profissionais da saúde médicos e enfermeiros, já o mal-estar normalmente é tratado pelo afeto dos seus familiar que em muitos casos osabandonam no momento em que mais precisam.


O assistente social diante desta realidade vivenciada em muitos hospitais atua no sentido de resgatar o vínculo familiar. Assegurando o texto constitucional que diz ser dever também da família garantir a saúde e a qualidade de vida das pessoas idosos (BRASIL, 1988).


No ambiente hospitalar, a intervenção do assistente social é de vitalimportância, porque a situação básica que afeta os indivíduos que são atendidos é a recuperação da saúde.



2. O SERVIÇO SOCIAL E A SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL



O serviço social no Brasil data de 1930 na era Vargas. As ações inicialmente voltadas à classe trabalhadora tinham a Igreja como parceira do Estado. De início o Estado era o grande empregador do profissional em serviço social,que atuava na área da saúde e judiciária:

A área da saúde englobava o trabalho nos centros de saúde, nos hospitais gerais, nas maternidades, nos hospitais pediátricos e psiquiátricos, nos centros de atendimento aos portadores de deficiência, nos centros de reabilitação e outros. Na área judiciária o Serviço Social atendia os casos de abandono, maus-tratos e adoção de...
tracking img