O reino de deus na terra: império bizantino

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1081 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FICHAMENTO

O REINO DE DEUS NA TERRA:
IMPÉRIO BIZANTINO
De Sergio F. Alois Schermann

por

Roberto Catarino da Silva

- O termo “bizantino” é aplicado à entidade política centrada inicialmente nos Bálcãs e no Mediterrâneo oriental, que pode ser considerada como continuação do império romano.
- Herdeiro das pretensões universalistas do império romano tardio, o império bizantino teveuma realidade territorial bastante cambiante ao longo de sua história. Nesse aspecto é compreensível a sua caracterização como anômalo porque, ao contrário dos demais impérios, as frequentes contrações territoriais tornaram a exploração imperialista mais uma exceção que propriamente a regra.
- Para muitos historiadores, o império romano já poderia ser denominado bizantino a partir do final doséculo III, com a presença dos elementos “orientais” assimilados a monarquia persa.
- Desconsiderando qualquer grande ruptura no século V e percebendo uma continuidade na sociedade romana tardia até o século VI, consideramos para este estudo o século VI como o inicio do período bizantino.
- Desde os séculos iniciais da Idade Média, os bizantinos foram considerados como um “outro” no discurso doscronistas e historiadores ocidentais. (...) De modo geral, o império bizantino tem chamado a atenção dos historiadores desde o século XIX por construir um modelo de realeza teocrática, que é sempre contraposto à experiência ocidental.
- Tanto o Ocidente medieval quanto o império bizantino e o califado islâmico seriam herdeiros do modelo da realeza sagrada do império romano tardio, onde o imperadorera visto como um intermediário entre Deus e o povo cristão.
- O período de Justiniano, marcado pela tentativa de restabelecimento do império mediterrânico e pelo esforço de codificação da legislação empreendido pelo imperador. Segue-se a ele o século VII, marcado pela questão iconoclasta, quando se vê um novo desenvolvimento da identidade religiosa do Estado. Por fim, os séculos finais doimpério, e que são marcados pela fragmentação territorial e predominância dos interesses ocidentais sobre o destino de Bizâncio.
- O período Justiniano é considerado um marco pela historiografia por representar uma transição da Antiguidade para a Idade Média. A divisão estabelecida por Diocleciano no final do século III teve como razão inicial a necessidade de ter o poder imperial próximo aosteatros de guerra.
- A constatação de que os romanos consideravam a si próprios como vivendo em um império, em alguns momentos governados por dois imperadores, coloca a ação de Justiniano dentro de um contexto mais apropriado e explica aquilo que para alguns historiadores significava o fruto de uma ambição desmedida, que seria responsável pela crise do século seguinte.
- As pessoas acreditavam que asalvação individual de cada alma dependia da salvação do Império, o que só aconteceria através de uma rígida adesão à ortodoxia. O crescimento e o enriquecimento da Igreja a partir do século IV, a expansão do monarquismo e as responsabilidades que a Igreja passava a assumir diante das camadas urbanas mais pobres.
- No período Justiniano, a realidade era ainda de um império pluriétnico eplurilingüístico, que ganhava coesão através do aparato fiscal e administrativo do governo. A lei e o controle das províncias reforçavam a idéia de pertencimento ao império.
- Um princípio fundamental do sistema de taxação bizantino era o de assegurar a extração do máximo possível de rendimento sem que isso prejudicasse a base social da produção rural. Justiniano procurou apresentar as mudanças comoum desenvolvimento natural a partir de forças internas ou como um retorno aos valores tradicionais.
- Os imperadores a partir do século IV apresentaram seu poder de forma diferente, é questionável que a natureza desse poder fosse intrinsecamente diferente. Os maiores obstáculos impostos ao exercício arbitrário do poder durante o período republicano, já estavam ausentes desde o início do...
tracking img