O quinze

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (337 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO


A sociedade brasileira vivia um tempo de modernidade, sem as características do campo, com uma revolução de fabricas, centros urbanos, com a população de quase 1 milhão dehabitantes. O comercio e a industria prosperavam. As mulheres viviam uma verdadeira emancipação feminina.
A velocidade dos meios de comunicação e transporte. Eram carros
, bondes, trens,telégrafos, rádios , telefone, empresas, bancos, bolsas de valores entre outros.
Foi um período de grandes revoluções: semana de arte moderna, coluna prestes, tenentismo.Resenha Critica




Macunaíma a obra de Mario de Andrade (Nascido em São Paulo, 9 de outubro de 1893 — FalecidoSão Paulo, 25 de fevereiro de 1945) um poeta, romancista, musicologo, historiador, crítico de arte e fotógrafo brasileiro. Um dos fundadores do modernismo brasileiro. mais conhecido como poeta eromancista. Apesar de macunaíma ter sido escrita em apenas quinze dias em uma de suas férias levou consigo o material de anos de trabalho e pesquisa sobre o folclore brasileiro nas suas múltiplasmanisfestações. Vem com uma combinação de despropósitos de lendas, superstições, frases feitas, provérbios e modismo de linguagem.
O livro é formado por encontro de lendas indígenas e da vidabrasileira do dia-à-dia, da mistura de lendas e tradições populares. O espaço e o tempo são livres, o fantástico assume um ar de coisa comum e o sentimentalismo se funde a cada passo com a piada, abrincadeira, a malandragem, que macunaíma encarna.
O personagem é visto como um brasileiro preguiçoso. Mas também é enquanto herói é anti-heroi, fora da lei na medida em que se contrapõe a umasociedade moderna.
Naquela época o preconceito era tão grande que foi preciso macunaíma ficar branco para começar com suas aventuras e ser reconhecido como herói.
A principio pensamos...
tracking img