O que

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1184 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
é ideologia

1º SEMESTRE DE PEDAGOGIA

RUTE OLIVEIRA SANTOS KOPROWSKI

RESENHA DO LIVRO: O QUE É IDEOLOGIA?

PONTA PORÃ
2011
RUTE OLIVEIRA SANTOS KOPROWSKI











RESENHA DO LIVRO: O QUE É IDEOLOGIA?

Trabalho apresentado à Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Ponta Porã, como parte dosrequisitos para avaliação do 1º Semestre do curso de Pedagogia.

Professora: Elizeth Cardoso
Disciplina: Filosofia



PONTA PORÃ
2011
Resenha do livro "O que é ideologia?" de Marilena Chaui

Durante anos encontra-se muitos filósofos questionando o conceito de realidade, buscando constantemente uma verdade absoluta a respeito do mundo no qual vivemos. Basicamente, este é ointuito da filosofia. Marilena Chauí não é exceção a tal regra, pois em seu livro “O que é ideologia?”, a autora analisa a sociedade atual e como esta se depara com a sua realidade social.
Chaui trata da ideologia, primeiramente, em sua definição no livro de Destutt de Tracy, para designar uma ciência na qual os homens adquiriam idéias baseadas no próprio real, ou seja, todas as idéias surgiampara explicar o real. Contudo, ao longo do livro, Marilena desenvolve uma visão, baseada nas obras de Karl Marx, contrário à de Tracy. Descreve a ideologia como sendo uma ferramenta poderosa do sistema no qual estamos implantados para mantê-lo exatamente da maneira como ele está. Neste sistema, existem os dominados e os dominantes.
A ideologia, do ponto de vista extremista da autora, é tida comoum auxílio para manter sob controle os dominados, porque esta teoria mostra como a sociedade não tem consciência (ou vê a realidade invertida) dessa divisão de classes. Assim, a dominação no âmbito das idéias faz com que a classe dominada não se sinta violentada, injustiçada e explorada.
A autora aponta três fatores sociais que possibilitam a existência da ideologia nessa perspectiva: a separaçãodo trabalho em material e intelectual, o fenômeno da alienação de Marx e a luta de classes. Pelo fato de o trabalhador acreditar que ele é aquele que não pensa e não sabe pensar, ele se deixa dominar pelos ditos “intelectuais”. As condições de sua existência social os fazem crer também que forças além das suas os tornaram desse jeito, como um conceito de alienação. Enfim, devido à eficácia daideologia, a divisão social se encontra oculta aos olhos da sociedade. Mas para que as classes dominantes exerçam tal poder, é necessário que as idéias principais desta classe se tornem idéias de interesse da toda a sociedade, o que Chaui chama de “criação de universais abstratos”, ou seja, a transformação de idéias particulares em idéias do interesse de todos. Contudo, no concreto, como é dito nolivro, cada classe tem suas idéias próprias, o que explica o fato de chamarmos de abstratas as idéias formuladas pela classe dominante.
Ao final do livro, a autora relata como a ideologia é algo ilusório e que está longe de mostrar a realidade como ela é usando o termo “aparecer social” para exemplificar tal ideal. Este termo trata basicamente do modo como o processo social aparece para os homens,ou seja, como uma ilusão, como uma realidade social, sendo que, argumentando com base em Marx, a autora ataca o conceito de ideologia, ou seja, apresentando-o de forma negativa e pejorativa ao longo de toda sua teoria.
Este é um livro que leva a uma profunda reflexão, porque a intenção da autora é causar um impacto que leve o leitor a buscar entender a sociedade na qual ele está inserido, fazendocom que este saia do “lugar comum”, seja esta saída concordar com as opiniões da autora ou criar suas próprias acerca do tema.
A submissão de um trabalhador ao seu patrão sempre foi aceito como parte dos resquícios da história, mas poucos se perguntaram o porquê desse panorama. Alguns pensam uma coisa, outros em outra. Para Marilena, essa problemática só poderia ser explicada citando-se uma...
tracking img