O principe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1266 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Se você estava à procura de um trabalho ao qual especificasse sobre alguns dos capítulos do livro O Príncipe, aqui está! Do capitulo VIII ao XI, Maquiavel explica como se conquista e como se deve agir em algumas das muitas situações em que um príncipe pudesse se encontrar naquela época. Vale a pena conferir!
Boa Leitura!

Capitulo VIII
Dos que chegaram ao principado por meio decrimes

Tratando sobre o fato de se atingir o principado através de “... ações criminosas e perversas...”, Maquiavel propõe como deve ser a maneira de tratar sobre as injurias ao povo, e também a maneira de como os benefícios ao povo devem ser proporcionados.
Citando dois exemplos de pessoas que se tornaram príncipes por meio do crime, Maquiavel põe como primeiro exemplo Agátocles, que apóstantas traições e muita crueldade conseguiu-se fazer príncipe de Siracusa e além do êxito em sua conquista também conseguiu permanecer por muito tempo no poder. Maquiavel toma como explicação para esta larga escala de tempo do governo de Agátocles em Siracusa ao fato de ele ter usado da crueldade apenas uma vez: para conseguir chegar ao poder e que conseguindo isso foi diminuindo sua crueldade demodo a ser amado pelo povo de Siracusa.
Já como segundo exemplo Maquiavel cita Oliverotto de Fermo, que com muita crueldade conquistou Ferme. Mas ao contrario de Agátocles, Oliverotto se manteve cruel, fato que o levou pouco tempo depois, ser derrubado do poder e ser morto por César Borgia, que também matou o seu mestre de virtudes [virtù] e crimes Vitellozzo.
“Não se pode, é verdade, chamarvirtude [virtù] matar os próprios concidadãos, trair os amigos, faltar à palavra dada, não ter piedade nem religião, procedimentos esses que talvez abram as portas do poder, mas não as da gloria.”
“... ao deitar a mão a um estado, deve o conquistador refletir nas ofensas que precisa fazê-las todas de uma vez para não ter de renová-las todos os dias e poder, não as renovando, tranquilizar oscidadãos, bem como, beneficiando-os, ganha-los para a sua causa. Quem... procede de maneira diferente, parece estar sempre de espada em punho e nunca poderá ter confiança nos seus súditos, já que estes, a seu turno, pela força mesma das continuas e sempre recentes injurias, igualmente nenhuma poderão ter nele. As injurias devem, pois, fazer-se todas de uma só vez, para que durando menos, ofendam menos eos benefícios aos poucos, para durarem mais.”
O príncipe sempre deve agir pensando no povo, por que na verdade quem detêm o poder e a força é o povo. Com um príncipe cruel, o povo fica com medo e insatisfeito, e acabam unindo forças e destroem seu reinado. Ao contrario disso, quando os benefícios chegam, o povo se esquece das crueldades passadas e fica feliz e quer bem o príncipe, e este fatodiminui grandemente a possibilidade de conspiração.

Capitulo IX
Do principado civil

Segundo Maquiavel, o que se pode denominar principado civil; não tem necessidade de grande valor [virtù] ou fortuna, mais sim é fundamental ter astucia. Este principado é alcançado pelo favorecimento dos aristocratas ou do povo. Em todas as cidades existe essas duas forças contrárias, sendo que o povo nãoquer ser oprimido pelos magnatas, e esses desejam oprimir o povo. Dessas duas vontades são produzidos os efeitos; o principado, ou a liberdade, ou a anarquia.
O principado surge como obra do povo ou dos grandes segundo a oportunidade que for escolhida por um ou por outro. Quando os magnatas percebem que não podem mais se impor ao povo, começam a elevar a imagem de um membro do povo e o fazempríncipe. Este tem dificuldades para manter-se líder do principado pois ao seu redor tem muitos que se dizem seu iguais. O povo por sua vez quando se sente incapaz de se opor aos magnatas faz igual aos grandes, elevam um cidadão e com isso o intitulam príncipe e mediante a autoridade concedida a ele procuram ser defendidos. Já “O príncipe do povo” não tem dificuldades para governar ao seu modo, pois...
tracking img