O preconceito,muitas vezes,tem como algo pessoas que pertencem a minorias ou a grupos eminferioridade economica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3702 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA PROFISSIONAL DO SERVIÇO SOCIAL NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ: A DEPENDÊNCIA QUÍMICA COMO EXPRESSÃO DA QUESTÃO SOCIAL Rosa Maria Soares Domingos* Ednéia Maria Machado** Resumo: O objetivo desse trabalho é refletir acerca da prática profissional do Serviço Social desenvolvido na Universidade Estadual de Maringá, enfatizando a atuação junto à dependência química noPrograma de Prevenção e Tratamento, oferecido aos servidores, acadêmicos e familiares. O Assistente Social, na expressão da questão social da dependência química, trabalha numa equipe interdisciplinar, buscando promover a inclusão social dos usuários de drogas pela adoção de uma abordagem de atenção integral que estimule a qualidade de vida e o exercício pleno da cidadania, disponibilizandoinformação e orientação, acolhimento e apoio. Encaminhamentos a grupos de auto-ajuda, pesquisas e estudos sobre a temática também são realizados na efetivação da intervenção profissional. Diante da ênfase ao individualismo e com a linguagem exacerbada do mercado, os assistentes sociais são desafiados a elaborar uma interpretação crítica do seu contexto de trabalho, um atento acompanhamento conjuntural, oestabelecimento de estratégias viáveis, atribuindo um tratamento teóricometodológico e ético-político diferenciado. Com a questão do uso e abuso de drogas se percebe o alcance cada vez maior de conseqüências generalizadas na vida social das pessoas: na desagregação familiar, nos acidentes de trabalho, acidentes de trânsito, aumento de violência e criminalidade, disseminação de doenças, inclusive oHIV, e altos índices de suicídio. A dependência química não constitui um problema isolado e, no âmbito das possibilidades e limites da intervenção profissional, deve-se contribuir para que as pessoas, já vitimizadas por uma política econômica-cultural e social excludente, possam (re) construir seus espaços de autonomia e decisão. Palavras-chaves: questão social; prática profissional; dependênciaquímica.
Assistente Social da Universidade Estadual de Maringá – PR; aluna do Curso de Mestrado em Serviço Social e Política Social do Departamento de Serviço Social da Universidade Estadual de Londrina – PR; orientanda da Profa. Dra. Ednéia Maria Machado; email; rosamaria@pop.com.br ** Doutora em Serviço Social pela PUC-SP; docente do curso de graduação em Serviço Social e do Mestrado em ServiçoSocial e Política Social do Departamento de Serviço Social da Universidade Estadual de Londrina-PR.
*

1

Reflexão sobre a prática profissional do Serviço Social na Universidade Estadual de Maringá: a dependência química como expressão da questão social Introdução O objetivo deste texto é refletir acerca da prática profissional do Serviço Social na Universidade Estadual de Maringá dando ênfase,particular, à atuação junto aos dependentes químicos, entendendo a dependência química como expressão da questão social, no Programa de Prevenção e Tratamento da Dependência Química. Inicialmente abordamos alguns aspectos da questão social na contemporaneidade: sua concepção, como alguns autores a analisam, e importantes enfoques para o entendimento do atual contexto econômico e político daquestão social. E, diante desta reflexão, apresentamos o exemplo da atuação do Serviço Social frente a esta expressão específica da questão social: a dependência química. Questão social e Serviço Social: concepções e polêmicas Atualmente falar sobre a questão social para o Serviço Social é lembrar da proposta de reforma curricular da ABESS/CEDEPSS (1996, p.154-5) na qual explicitamente colocase que: “aformação profissional tem na questão social sua base de fundação sócio-histórica, o que lhe confere um estatuto de elemento central e constitutivo da relação entre profissão e realidade social. O assistente social convive cotidianamente com as mais amplas expressões da questão social, matéria prima de seu trabalho. Confronta-se com as manifestações mais dramáticas dos processos da questão...
tracking img