O perigo de uma unica historia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3915 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O papel da teoria saussuriana na fundação da Linguística Moderna como ciência Roberta de Oliveira Guedes1

INTRODUÇÃO

Em seu programa de epistemologia comparada, notamos que o filósofo contemporâneo GILLES-GASTON GRANGER (1967, 1979) propõe conceitos significantes sobre a construção da ciência da linguagem à luz da teoria linguística proposta por FERDINAND DE SAUSSURE (1916). SegundoOliveira (2003), a tese de Granger sobre o pensamento formal estende o alcance do conhecimento transcendental à linguagem, sob o enfoque de uma epistemologia que investiga as línguas naturais como objeto científico paradigmático às demais ciências humanas. Além disso, a autora destaca a relevância em se compreender a teoria linguística desenvolvida por Saussure apresentada e analisada nos trabalhos deGranger, uma vez que o autor caracteriza a obra saussuriana como marco de sistematização da ciência da linguagem. Dessa maneira por meio da leitura de Granger, podemos encontrar citações dos estudos saussurianos, especialmente a obra Cours (1916) mencionada como ponto de partida de uma problemática ainda não resolvida no que diz respeito aos estudos da linguagem. Além disso, ao analisarmos aconcepção de Granger, destacamos a visão do autor que entende a epistemologia da linguagem em seu caráter transcendental, admitindo ser o conhecimento científico uma atividade semiológica. Já no que diz respeito à produção saussuriana, enfatizamos neste trabalho, as questões de ordem filosóficas, entre elas: a noção de língua como sistema, o conceito de signo linguístico, a teoria do valor, entre outras,uma vez que ao estudar o lugar da linguística em relação às outras ciências é necessário apresentarmos uma interrogação sobre o seu objeto como propõe Benveniste (1966, p.35):

Naquilo que pertence à língua (Saussure), pressente certas propriedades que não se encontram em nenhum outro lugar a não ser aí. Com o que quer que a compare, a língua aparece sempre como algo
1

Professora, doutorandado Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

de diferente. Mas em que ela é diferente? Considerando essa atividade, a linguagem, à qual tantos fatores estão associados, biológicos, físicos e psíquicos, individuais e sociais, estéticos, pragmáticos, ele se pergunta: a qual deles pertence à língua?

Ainda a respeito da relação da linguística comas outras ciências, Lemos (2002) nota que Saussure colocou a linguística em relação aos outros estudos científicos de uma maneira bastante particular, isto é: “Não se trata, pois, simplesmente de relacionar um campo a outro, mas de dar uma direção a essa relação, de ordená-la a partir da língua e da linguística (LEMOS, 2002, p.28).

A construção do objeto científico da Linguística, a partir dateoria saussuriana, no olhar de Granger

De acordo com Oliveira (2003), Granger sustenta a tese de que os modelos formais são importantes na explicação dos fenômenos humanos, desde que se considere haver uma mudança conceitual do termo “formalização”, que para a autora envolve: “(...) em primeiro lugar, a análise e a interpretação das práticas científicas no processo de construção de seus objetose, em segundo lugar, que o objeto científico seja um projeto de determinação transcendental” (p.9). A partir dessa proposição, podemos visualizar dois momentos específicos no projeto epistemológico de Granger. O primeiro consiste na explicação de como se dá o pensamento formal, que se culmina com a construção do objeto científico. No que diz respeito ao segundo momento, observarmos a ocorrência dainterpretação e da análise semiológica do objeto. Conforme Oliveira (op.cit), esses dois momentos estão intrinsecamente relacionados, uma vez que a interpretação semiológica tem como ponto inicial a análise das práticas científicas na construção de seus objetos, os quais funcionam como projeto de determinação transcendental e remetem às categorias enquanto formas a priori do pensamento...
tracking img