O perfil do doador de sangue

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1503 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

O presente trabalho é uma pesquisa sobre o perfil do doador de sangue na Unidade de Coleta e Transfusão da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (HEMOBA), a qual é responsável pela captação de sangue e proporcionar o processamento dos hemocomponentes e a manutenção do estoque no Hospital do Oeste em Barreiras - Bahia.
O problema constatado está relacionado ao número dedoadores voluntários que são insuficientes para manter um estoque razoável. Vários fatores colaboram para essa situação, como os culturais, financeiros, religiosos e até mesmo a falta de informação, dentre outros, sendo esses motivos referidos em todos os serviços de banco de sangue. Sendo assim, torna-se necessário reconhecer o perfil dos doadores para que se possam nortear ações de captação efidelização desses doadores.
Diante da carência de estudos e pouca visualização desse tema, com essa pesquisa procura-se embasar e aprimorar novas ações e estratégias junto aos indivíduos para reverter essa situação.
Mesmo com todo o avanço da ciência, ainda não há um substituto para o sangue humano. Daí a necessidade de manter bancos de sangue com um estoque significativo e seguro. Segundo aOMS (Organização Mundial de Saúde), para suprir a demanda de cada país seria necessário que 3% a 5% da população de idade entre 18 e 65 anos seja doadora voluntária de sangue. Porém, a mesma OMS refere que apenas 1% da população é doadora.

DELIMITAÇÃO E FORMULAÇÃO DO PROBLEMA

O sangue humano é o único produto que não tem substituto sintético. No mundo inteiro, a demanda por transfusõessanguíneas tem aumentado à medida que aumentam também o número de acidentes, doenças e violência. No Brasil, a utilização do sangue e seus derivados é cada vez maior. O que é preocupante, tendo em vista o pequeno número de doadores voluntários.
Segundo o Ministério da Saúde, os centros de hemoterapia coletam 3,5 milhões de bolsas de sangue por ano em todo o país. Segundo a Organização Mundial daSaúde (OMS), seria ideal que o Brasil coletasse 5,7 milhões de bolsas anualmente e ainda recomenda que para que os estoques sejam mantidos, 1% a 3% da população seja doadora. No Brasil, 1,8 % da população é classificada como doadora de sangue.
No estado da Bahia, mas precisamente no município de Barreiras, a situação não é diferente, visto que a quantidade de hemocomponentes é muito grande paraa quantidade de doações. Na tentativa de reverter esse quadro a Unidade de Coleta e Transfusão HEMOBA/Barreiras realiza constantemente campanhas e tem um projeto com parceiros sociais, que convocam a população a participar ativamente nesses eventos. Contudo, os resultados ainda são poucos.

DEFINIÇÃO DA BASE TEÓRICA

A literatura a cerca do tema proposto na pesquisa ainda é escassa, devidoser relativamente novo. Contudo, pode-se mencionar a lei de regulamentação e resoluções para embasar esta pesquisa.
A Lei nº 10.205, de 21 de março de 2001 e a Lei 8.080 de 19 de setembro de 1990, seção II, Art. 16 inciso XVV regulamentam a atividade de hemoterapia e estabelece as normas técnicas e elege a COSAH (Coordenação de Sangue e Hemoderivados) com instância normativa responsável pelainterpelação e revisão periódica das normas técnicas.
A criação do Programa Nacional de Sangue e Hemoderivados (PRÓ-SANGUE) em abril de 1980 finalizou a mercantilização do produto, que era uma cobrança da comunidade técnico-científica e da sociedade civil. Esse programa proibiu o pagamento do doador e regulamenta o ressarcimento aos serviços pelos gastos com a coleta, processamento e transfusão dosangue e seus derivados.
A Resolução RDC Nº 153, de 14 de junho de 2004 determina o regulamento técnico para os procedimentos hemoterápicos incluindo coleta, o processamento, a testagem, o armazenamento, o transporte, o controle de qualidade e o uso humano de sangue, e seus componentes, obtidos do sangue venoso, do cordão umbilical, da placenta e da medula óssea, emitida pela ANVISA – Agência...
tracking img