O papel do assistente social na concessão do benefício eventual: auxílio natalidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3092 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]





MARIA EDLEUZA DANTAS DE BRITO SILVA

















O PAPEL DO ASSISTENTE SOCIAL NA CONCESSÃO DO BENEFÍCIO EVENTUAL: AUXÍLIO NATALIDADE
































FEIRA DE SANTANA
2012
MARIA EDILEUZA DANTAS DE BRITO SILVA
















O PAPEL DO ASSISTENTE SOCIAL NA CONCESSÃO DO BENEFÍCIO EVENTUAL:AUXÍLIO NATALIDADE






















Trabalho apresentado ao Curso Serviço Social da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, apresentado para avaliação das disciplinas: ESTATÍSTICA E INDICADORES SOCIAIS, METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA, PROCESSO DE TRABALHO E SSOC e OFICINA DE FORMAÇÃO - TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO.Professores: Heleanara Regina Sampaio, Edna Braun, Amanda Boza, Rodrigo Zambon.














Feira de Santana

2012
SUMÁRIO





|1 |INTRUDUÇÃO |3 |
|2 |DELIMITAÇÃO EFORMULAÇÃO DO PROBLEMA |4 |
|3 |FORMULAÇÃO DOS OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS |6 |
|3.1 |OBJETIVO GERAL |6 |
|3.2 |OBJETIVOS ESPECÍFICOS|6 |
|4 |JUSTIFICATIVA |7 |
|5 |METODOLOGIA |9 |
|6 |REVISÃO BIBLIOGRÁFICA|10 |
|7 |CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO |12 |
|8 |ORÇAMENTO |13 |
|9 |RESULTADOS ESPERADOS|14 |
|10 |REFERÊNCIAS |15 |




1. INTRODUÇÃO



O presente Projeto de Pesquisa foi elaborado para avaliação do Curso de Serviço Social, da Universidade Norte do Paraná (UNOPAR), e tem comotema: O PAPEL DO ASSISTENTE SOCIAL NA CONCESSÃO DO BENEFÍCIO EVENTUAL: AUXÍLIO NATALIDADE, objetiva conhecer e analisar o funcionamento da Política Pública disponibilizada através da LOAS, no que tange ao Benefício Eventual- Auxílio Natalidade.
Houve um momento (1985), em que se exigiram respostas mais ágeis e efetivas de uma política assistencial inovadora. A história das políticaspúblicas voltadas ao atendimento de populações que se encontra em situação de vulnerabilidade social começaram a surgir desde a Constituição Federal de 1988, ganhando visibilidade a partir da Lei Nº 8.742, de 7 de Dezembro de 1993, a LOAS – Lei Orgânica de Assistência Social. A Política Nacional de Assistência Social (PNAS), desenvolve e promovem programas, projetos, benefícios e serviços para garantiro direito à proteção social a todos que dela necessitam. Concebida com o marco estabelecido na LOAS, é regida por princípios democráticos e participativos.. Hoje o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) organiza em rede os serviços.


A assistência social, direito do cidadão e dever do estado, é Política de Seguridade Social não contributiva, que prevê os Mínimos...
tracking img