O movimento modernista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (917 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ANDRADE, Mário: Aspectos da literatura brasileira. São Paulo: Martins, 1978.

O Movimento Modernista
“O movimento modernista foi o prenunciador, o preparador e por muitas partes o criador de umestado de espírito nacional.” (p.231)
“Fazem vinte anos que realizou-se, no Teatro Municipal de São Paulo, a semana de Arte Moderna. É todo um passado agradável, que não ficou nada feio, mas que meassombra um pouco também.” (p.231)
“A Semana marca uma data, isso é inegável. Mas o certo é que a pré-conciência primeiro, e em seguida a convicção de uma arte nova, de um espírito novo, desde pelomenos seis anos viera se definido no... sentimento de um grupinho de intelectuais paulistas.” (p.232)
“Quem teve a idéia da Semana de Arte Moderna? Por mim não sei quem foi, nunca soube, só possogarantir que não fui eu. O movimento, se alastrando aos poucos, já se tornara uma espécie de escândalo público permanente.” (p.234)
“O modernismo, no Brasil, foi uma ruptura, foi um abandono de princípios ede técnicas conseqüentes, foi uma revolta contra o que era a inteligência nacional.” (p. 235)
“O espírito modernista e as suas modas foram diretamente importados da Europa. [...] socialmentefalando, o modernismo só podia mesmo ser importado por São Paulo e arrebentar na província.” (p. 236)
“Havia uma diferença grande, já agora menos sensível, entre Rio e São Paulo. [...] o Rio possue uminternacionalismo ingênuo. São Paulo era espiritualmente muito mais moderna porém, fruto necessário da economia do café e do industrialismo consequente.” (p. 236)
“O Rio mantem, dentro da sua malíciavibrátil de cidade internacional, uma espécie de ruralismo, um carácter parado tradicional muito maiores que São Paulo. O Rio é dessas cidades em que não só permanece indissolúvel o “exotismo” nacional[...], mas a inter penetração do rural com o urano. Coisa já impossível de se perceber em São Paulo.” (p.236)
“E foi no meio da mais tremenda assuada, dos maiores insultos, que a Semana de Arte...
tracking img