O iluminismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1519 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O iluminismo
A segunda metade do século XVIII é uma fase de importante transformação cultural. Esse período foi muito influenciado pelo iluminismo, movimento de grande repercussão que teve como principais autores filósofos como Voltaire, Diderot e Rousseau.
O Iluminismo foi um movimento político, cultural e filosófico que propagava a ideia de que a educação e o conhecimento deveriam seratingidos por todas as classes sociais, sem distinção. Para os filósofos iluministas, essa seria a única forma de mudar a sociedade.
É do Iluminismo o slogan "Liberdade, igualdade, fraternidade", usado como lema pela Revolução Francesa
No Brasil
No final do século XVII, alguns fatos históricos marcaram a vida e a sociedade brasileiras:
* Descoberta do ouro em Minas Gerais;
* Transferência docentro econômico e cultural brasileiro para a região de Vila Rica, atual Ouro Preto, onde viveu a maior parte dos escritores árcades do país;
* Explosão populacional.
No final do século XVIII, houve a redução na produção do ouro e o consequente empobrecimento da região. A injustiça mostrava a sua cara: a Coroa Portuguesa cobrava altas taxas sobre o atraso dos impostos. Então, inspirados pelaIndependência dos Estados Unidos, intelectuais, poetas, sacerdotes e militares tramaram uma revolta, mas foram violentamente punidos pela Coroa Portuguesa. Esse episódio ficou conhecido como a Inconfidência Mineira, e dela participaram alguns dos principais escritores brasileiros da época.

Na Historia
O Iluminismo, chamado de “Filosofia das Luzes” ou filosofia da “Ilustração”, foi um movimentointelectual que alcançou sua maior expressão na França do século XVIII. Teve suas origens ainda no século XVII, com trabalhos de filósofos como Descartes, que lançou as bases do racionalismo, e Locke, que criou os princípios da filosofia política iluminista. No século XVIII, o desenvolvimento e o crescimento da sociedade burguesa esbarraram nos entraves no mundo feudal.
.

Vários pensadorespassaram a criticar o Antigo Regime, anunciando um novo Estado, novas instituições e valores. Esses valores abriram caminho para diversos movimentos sociais, como a Independência dos Estados Unidos e a Revolução Francesa, que marcaram o inicio do tempo contemporâneos .

Segundo os iluministas, o homem deve buscar compreender a si mesmo e ao mundo por meio da razão. Essa nova concepção de mundo,essencialmente racionalista e baseada na existência de leis naturais que regem o Universo, tem origem na Revolução Científica do século XVII, com as teorias de Galileu (1564-1642), Descartes (1596-1650) e Newton (1642-1727).

Os filósofos iluministas achavam que o homem deveria ser sujeito e dono do próprio destino e que cada um deveria pensar por conta própria. Primavam pela liberdade nos camposda política, religião, economia e do pensamento. Nada deveria escapar ao livre exame, à capacidade de pensar, comparar e pesar. Até a crença deveria ser racionalizada, o que levava a fé a perder a primazia para a razão. Em geral, esses pensadores eram deístas, acreditavam que Deus está presente na natureza, inclusive no homem, que dela faz parte.
Um resumo das idéias iluministas pode serencontrado na Enciclopédia, organizada por Denis Diderot e Jean D’Alembert. Ela está voltada sobretudo para as ciências, as artes e os ofícios e busca mostrar as relações que se estabelecem entre esses diferentes setores. É formada por 35 volumes e foi publicada entre 1751 e 1780. Sua elaboração contou com a contribuição de vários autores como Montesquieu, Rousseau, Voltaire e Quesnay.

Alguns monarcaseuropeus tentaram colocar em prática as idéias iluministas procurando governar segundo a razão e os interesses do povo, ainda que sem abandonar o poder absoluto. Essa aliança de princípios filosóficos com o poder monárquico deu origem ao despotismo esclarecido, regime de governo típico do século XVIII. Os principais representantes são Frederico II da Prússia, Catarina II da Rússia, José da...
tracking img