– O desenvolvimento antropologia da no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1902 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
WEB AULA 1
-------------------------------------------------
Unidade 4 – O Desenvolvimento da Antropologia no Brasil
Olá, alunos e alunas do curso de História da UNOPAR! Nesta primeira aula, da Unidade 2, apresentarei um pouco da história da Antropologia no Brasil, destacando os temas que mais interessaram aos pesquisadores da cultura e da realidade brasileira.  Vamos lá? Para começarmos,teremos que voltar no tempo... Brasil, década de 30...
| | |
Foi nessa época que começaram a surgir as primeiras pesquisas etnográficas feitas por antropólogos formados no Brasil, após a abertura de cursos de Antropologia. É importante destacar que foi preciso trazer professores estrangeiros, o que promoveu uma "mistura" de influências teórico-metodológicas europeias e norte-americanas naformação desses primeiros antropólogos brasileiros. Antes desse período, os estudos antropológicos feitos no país eram realizados por pesquisadores estrangeiros. Até então, os temas mais pesquisados eram as culturas dos povos indígenas, dos negros e dos sertanejos.
| | |
A partir dos anos 40 continuam as pesquisas sobre os índios, negros e sertanejos, mas se iniciam estudos e análises sobre asociedade brasileira como um todo - o chamado "povo brasileiro". Esses estudiosos da geração de 30 e 40 se empenharam em compreender a "identidade nacional", fruto do momento histórico e político do país. Essa primeira fase da Antropologia no Brasil estendeu-se até a década de 60.
| |
Acessem o link abaixo para lerem uma entrevista com Darcy Ribeiro, grande estudioso da cultura e da identidadebrasileira, que em sua frase célebre afirma: "Nós, brasileiros, somos um povo em ser, impedido de sê-lo. Um povo mestiço na carne e no espírito, já que aqui a mestiçagem jamais foi crime ou pecado. Nela fomos feitos e ainda continuamos nos fazendo. Essa massa de nativos viveu por séculos sem consciência de si... Assim foi até se definir como uma nova identidade étnico-nacional, a de brasileiros..."Darcy Ribeiro, em O Povo Brasileiro
| |
"As universidades criadas na década de 1930, como sabido, jogam papel destacado na definição das distintas esferas do saber, imprimindo novos formatos à produção intelectual. As grandes sínteses de interpretação do país tendem, a partir de então, a ceder lugar aos recortes específicos, às pesquisas sistemáticas sobre novos objetos, com o auxílio demetodologias particulares, exaustivamente apresentadas nas introduções das monografias científicas. O mercado editorial constitui um bom termômetro para localizarmos as feições de uma época, os anos 1950, nos quais se observam esforços de delimitação de áreas e setores do conhecimento." (PEIXOTO e SIMÕES, 2003, p.384)
PEIXOTO, Fernanda Arêas and SIMOES, Júlio Assis. A Revista de Antropologia e asciências sociais em São Paulo: notas sobre uma cena e alguns debates. Rev. Antropol. [online]. 2003, v. 46, n. 2, pp. 383-409. ISSN 0034-7701.
| | |
Na década de 60, surge com muita força a chamada Antropologia Regionalista, enfocando o modo de vida dos camponeses, as migrações urbanas e as diferenças culturais entre as diversas regiões do Brasil. Entre os anos 60 e 70, ganham força os estudos deEtnologia Indígena, através de pesquisas com enfoque político: os etnólogos que se dedicaram aos índios nesse período passaram a enfatizar em suas obras os conflitos entre esses povos e o restante da população não indígena. Entram em cena, portanto, os seguintes temas: identidade étnica; diversidade sócio-cultural das etnias indígenas; relações do índio com a sociedade brasileira; direitoindígena; cosmologias indígenas; expressões culturais próprias; organização social (papéis e relações sociais); sistemas de crenças e religiões; rituais e mitos indígenas; a diferença entre linguagem oral e a escrita.
| | |
A Antropologia passa, então, a defender as causas indígenas, contribuindo diretamente com o estabelecimento de leis de proteção à diversidade sócio-cultural dessas etnias...
tracking img