O consumidor emergente

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2348 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE OBJETIVO – UNIDADE DELTA

O CONSUMIDOR EMERGENTE

GOIANIA – GO
2011

RESUMO
Este estudo refere-se ao entendimento de quais características do consumidor emergente
devem ser consideradas no comércio eletrônico a fim de motivar a sua utilização por
esta representativa parcela da população brasileira. Para tal foi realizada uma revisão da
literatura abordando temas relacionadosao comércio eletrônico e ao comportamento do
consumidor emergente, definido neste estudo como o consumidor com renda familiar
entre 2 e 8 salários mínimos. Tais dados constituíram o alicerce para o desenvolvimento
da pesquisa exploratória, qualitativa. Foram realizadas entrevistas com consumidores
emergentes, usuários do canal online, bem como a análise de dois sites de empresas
varejistasque atuam no comércio eletrônico brasileiro. As entrevistas demonstraram
que várias características influenciam a decisão de utilização do canal online e a seleção
da loja virtual da preferência deste consumidor, sugerindo que os respondentes
priorizam a loja virtual que mais confiam no canal tradicional de vendas. Esta análise
contribui para que empresas que atuam no comércio eletrônico possamapostar em
estratégias diferenciadas que considerem os valores específicos dessa importante e
crescente parcela do mercado consumidor brasileiro.

O ATAQUE DOS CONSUMIDORES EMERGENTES
As marcas dos produtos de consumo das empresas multinacionais mantiveram-se na liderança de seus mercados e na mente dos consumidores brasileiros durante décadas. Algumas marcas tornaram-se sinônimos decategorias de produtos, como Gillette, Band-Aid, Danone, Maizena e Omo. No entanto, na virada do Milênio, essa liderança passou a ser ameaçada. Não se tratava de uma batalha entre Coca e Pepsi. Os novos desafiantes eram pequenas e médias empresas nacionais, oferecendo produtos até pela metade do preço das grandes fabricantes. Eram os produtos chamados marcas-B ou marcas econômicas. No início de 2001,estimava-se em mais de 30% a participação das marcas B no mercado brasileiro. Nos EUA e Europa, essa participação era de 20%.
• Entre 1998 e 2000, as marcas líderes perderam participação em volume em 63% de 157 categorias de produtos pesquisados. As maiores perdas ocorreram nas categorias de bebidas não-alcoólicas, alimentos doces e limpeza caseira.
• Apenas 12% das líderes ganharam participação noperíodo analisado.
• As marcas de baixo preço avançaram em seis de cada dez categorias. No caso dos biscoitos de 250 gramas, as marcas baratas passaram a 41% das vendas, um acréscimo de 7 pontos percentuais.
• Em setores como alimentos e bebidas, higiene pessoal e limpeza, as empresas brasileiras vinham crescendo mais que as multinacionais.
• Os cereais matinais Kellogg’s tinham 72% departicipação em 1995. De 1995 até 2002, perderam 25 pontos percentuais, num mercado em que cada ponto valia 1,6 milhões de reais. A Kellogg’s passou a sofrer a concorrência da Nestlé, que chegou a 2002 com 21% das vendas. No entanto, a vice-liderança era do conjunto das marcas mais baratas. De cada 100 pacotes de cereais consumidos no Brasil, 32 eram de nomes pouco conhecidos.
• Em dez anos, o númerode marcas de achocolatados em pó chegou a 40, ganhando 22% de participação. Até a metade dos anos 90, o líder Nescau detinha 63% das vendas. Em novembro de 2001, era de 52%.
Os consumidores emergentes
Uma combinação de crescimento do mercado, produtos tradicionais vulneráveis e consumidores insatisfeitos aconteceu nos anos seguintes ao Real. A população de baixa renda passou a ter mais dinheiropara gastar e aumentou o consumo de alimentos e outros itens domésticos. Não faltaram oportunidades para novas marcas de produtos como leite longa vida, biscoitos, adoçantes, refrigerantes, amaciantes e fraldas. As vendas de leite longa vida mais do que triplicaram. As de suco pronto, de adoçantes e até de rações para cães, dobraram. A demanda por esses produtos estava mais reprimida entre os...
tracking img