O conceito de cultura em Raymond Williams e Edward P. Thompson

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6200 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de julho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O conceito de cultura em Raymond Williams e Edward P. Thompson: breve
apresentação
das
idéias
de
materialismo
cultural
e
experiência
por Raquel Sousa Lima
Disponível em:
http://www.historia.uff.br/cantareira/novacantareira/artigos/edicao8/artigo02.pdf Data
do acesso: 16/17/2009.

O artigo tem como objetivo principal fazer uma breve discussão teórica sobre o conceito de cultura,presente no pensamento de Edward P. Thompson e Raymond Williams, expoentes intelectuais do
movimento britânico chamado de Nova Esquerda.
O termo cultura suscita muitas interpretações. O velho e reconhecido dicionário Aurélio assim o define:
“1. Ato, efeito ou modo de cultivar. 2. Cultivo. 3. O complexo dos padrões de
comportamento, das crenças, das instituições e doutros valores espirituais emateriais
transmitidos coletivamente e característicos de uma sociedade: civilização. 4. O
desenvolvimento de um grupo social, uma nação, etc., que é fruto do esforço coletivo
pelo aprimoramento desses valores; civilização, progresso. 5. Apuro, esmero,
elegância. 6. Criação de certos animais, em particular os microscópicos”.
Os seis grupos de significados que encontramos para definir o que écultura nos mostra, de
imediato, que o termo varia, sugerindo-nos que todas as acepções nele presentes são aceitas. Assim,
cultura significa tanto os valores e padrões de comportamento de uma sociedade (3), como civilização,
progresso (4) e, ainda, apuro ou elegância (5). Para um leitor descompromissado, tais significados podem
ser facilmente utilizados, desde que aplicados a uma determinadasituação que o exija. No entanto, para o
historiador, a utilização do termo não pode ser feita dessa maneira, já que a adoção de um ou outro, ou de
um e outro significado implica necessariamente a tomada de uma posição acadêmico-política. Assim, não
podendo usar indiscriminadamente o conceito de cultura, ao historiador cabe abordá-lo dentro de uma
perspectiva histórica, ou seja, considerando oscontextos sociais dentro dos quais os termos foram
elaborados.
Maria Elisa Cevasco, inspirada em Raymond Williams, concorda que o termo cultura, até o
século XVIII, significava uma atividade, a cultura de alguma coisa, em geral animais e produtos
agrícolas. A partir do período final do século XVIII, o termo cultura passou a ser utilizado como
correspondente ao termo civilização. Civilizaçãoentão, era aceita como um estado realizado, originado de
civitas (ordenado, educado), em oposição, portanto, ao estado natural da barbárie. Mas este estado
realizado também era caracterizado pelo seu desenvolvimento, isto é, um estado civil, civilizado,
educado, que teve progresso. Williams afirma que, nesse sentido, os termos cultura e civilização eram
intercambiáveis.
No discurso iluministadeste período, formulado na França, e que corroborou teoricamente com
as transformações sociais capitalistas, a idéia de civilização era sustentada na crença da razão, que levaria
o progresso às sociedades. No entanto, o próprio processo histórico de afirmação do capitalismo
questionou esta concepção e, segundo Williams, a crítica a esta idéia surgiu neste mesmo país, com o

pensamento deJacques Rousseau. Além disso, a correlação entre cultura e civilização também sofreria
um ataque dos intelectuais alemães, preocupados em defender a tradição nacional contra a civilização
cosmopolita proposta pelos iluministas franceses. Com o romantismo alemão, então, cultura ou „Kultur‟
passaria a se relacionar com valores subjetivos e relativos, voltados para emoções, questões do espírito,
emcontraposição à idéia de civilização, que pressupunha a adoção de valores universais, voltados
sobretudo para o uso da razão, como instrumento para se alcançar o progresso. Enfim, o que estava em
jogo era, do lado alemão, a tentativa de resgatar os valores morais, costumes e comportamentos
tradicionais dos povos germânicos, na tentativa de se criar a idéia de uma cultura nacional que ajudasse...
tracking img