O ar da cidade liberta

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1050 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ
CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS – CCHL / DGH
CURSO: LICENCIATURA PLENA EM GEOGRAFIA
DISCIPLINA: GEOGRAFIA URBANA
PROF: LUÍS EUGENIO
Leonardo de Mesquita Brandão

Rolnik, Raquel O que é cidade – São Paulo: Brasiliense, 2004. – (Coleção primeiros passos; 2003) cap. A CIDADE DO CAPITAL (pags.30-84)

- “O ar da cidade Liberta”
A autora trata nestecapítulo a transformação da “cidade em cidade”; enquanto povos como os portugueses e espanhóis cruzavam os mares em busca de novas terras, lugares como Nápoles, Florença e Veneza atraíam moradores das vizinhanças em busca de serviços ou apenas para apreciar as belezas e atrativos da cidade, neste mesmo período a base da economia também sofre modificações deixa de ser uma produção de subsistência epassa-se a ser uma economia mercantil. Nas ruas da cidade se produzia artesanato e em algumas praças encontravam-se mercados ou feiras, o artesanato era marcado por uma hierarquia assim como nos feudos, neste caso entre o mestre e o aprendiz, em que este último passava por um longo processo ate se tornar mestre artesão; a estrutura física da cidade não seguia nenhum desenho preestabelecido os terrenosurbanos eram simplesmente ocupados pelos moradores, a presença da natureza nos traçados da cidade era marcante, na maioria das vezes seguiam o curso de um rio ou o alto de uma montanha, e assim servia ate mesmo como uma defesa, neste contexto chama atenção uma citação da autora “a cidade se adapta, mais do que transforma seu sítio original”. A cidade medieval começa a mudar com o desenvolvimentomercantil, principalmente com o comercio de longa distância, esse crescimento faz com que o sistema feudal entre em crise, pois o desenvolvimento da cidade proporcionava ao servo outras opções para sua sobrevivência além do trabalho servil, com isso cresceu também a atividade manufatureira e pouco a pouco algumas cidades passaram a sediar a administração dos empreendimentos.
- Separar e reinar: aquestão da segregação urbana
Nesta parte do texto a autora trata das diferenças existentes dentro de uma mesma cidade, trata da separação de classes sociais e funções no espaço urbano que é chamada de segregação espacial. Na segregação espacial é como se a cidade fosse demarcada, dividida por cercas que definem os lugares das coisas e pessoas, a fronteira entre um bairro popular e um bairro dealto padrão pode ser desde uma rua, uma praça, uma ponte ou pode simplesmente ser nada muito aparente fisicamente, a segregação é feita também de forma mais ainda direta como no caso de condomínios fechados, em que muros e cercar de verdade separam dos demais ambientes, a segregação pode ser também expressa através da separação dos locais de trabalho em relação aos locais de moradia, e alem dessas asegregação é também patente na visibilidade da desigualdade de tratamento por parte das administrações locais , a segregação apresenta pontos positivos e negativos em muitos aspectos mas a existência da mesma é essencial na organização do espaço urbano contemporâneo. Na cidade medieval não há segregação entre os locais de moradia e trabalho semelhantes as cidades coloniais brasileiras, outrasemelhança esta do ponto de vista espacial é que tanto na cidade medieval com na colonial brasileira não existem regiões/trabalho e regiões/moradia porém ah grandes diferenças de classe e posição social. A segregação passa a ficar mais evidente a medida que avança a mercantilização da sociedade, para os principais funcionários do estado, grandes comerciantes e banqueiros, os locais de residênciapassavam a se separar do local de trabalho, com isso bairros exclusivamente residenciais começam a surgir.
- Estado, cidade, cidadania
A autora ressalta aqui que a presença do aparelho do estado na gestão da cidade foi por nós incorporada de modo que nos parece fazer parte do cenário urbano, como o próprio asfalto e cimento, e que se hoje a presença do estado na cidade é tão grande devemos às...
tracking img