o apelo da filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1616 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
O APELO DA FILOSOFIA



“PODE-SE IR VIVENDO SEM SER TOCADO PELAS PERGUNTAS COMPLEXAS QUE INTEGRAMO ESPAÇO FILOSÓFICO”?
(P.77)


A filosofia está sempre à volta das perguntas íngremes, nos proporcionando o singular saborear das descobertas que fazemos,pois mesmo muitos de nós pensando estar alheio a estes questionamentos, é simplesmente impossível de não a temos, mesmo que as mais básicas, mas sem respostas prontas, então procuramos respostas, para estas perguntas complexas, afinal, filosofia nada mais é do que a procura pela verdade, descobrir o que dá sentido a nossa existência, a vida, providenciando respostas pessoais, onde a compreensãofaz com que vivamos um pouco melhor, pois vemos sentido na existência, através da investigação. Talvez, para muitos, a filosofia é vista como prática esotérica, se afastando assim dos desafios pessoais que são de decidir e responsabilizar-se de suas decisões. Só através do desejo e amor ao conhecimento, por mais exaustivo que seja, seremos mais conscientes, seremos mais adensados na nossaexistência.





“OS TEMPOS MODERNOS SE FIRMARAM COMO RUPTURA DAS REFERÊNCIAS MEDIEVAIS...”.
(P.78)


Essa interrupção medieval foi um marco na historia da civilização, pois se dá justamente através das inovações continuas e acentuadas, das alternativas, mas essas rupturas não são eventuais, são constantes, pois a humanidade se supera a cada dia complanos, objetivos, traçando metas a serem alcançadas, estas rupturas se diferenciam mais densamente, pois como exige maiores reflexões, estudos, modernizando cada dia mais, apresentando consequentemente às inseguranças diárias, buscando sempre nas reflexões maneiras pra se promover a humanização. Essa trajetória é ininterrupta, e a cada dia, o homem, deseja modernizar mais o seu universo. Quando sediz que a ruptura e rupturas, o individuo traça suas metas e no segundo muda-se o padrão a ser seguido, os comportamentos e os valores, mesmo assim existem inseguranças que não mudam, como por exemplo: o afetivo, político e o econômico, mas estamos sempre experimentando novas possibilidades e perturbações, mudam-se os tempos e no individuo muda-se apenas os ideais.




“... LIBERDADE DOESPIRITO, SEM SE VALER DOS RECURSOS DO IDEALISMO...”.
(P.78)


A liberdade é complexa e subjetiva, pois como ser liberto de espírito sem se valer do idealismo, nascendo assim por causa do apelo, uma filosofia diferente, a humanista, que tem como objetivo o respeito pelo próximo, é isto que, precisamos por em prática, pois com o pensamento voltado a modernidade tecnológica, diantede tantos acontecimentos, nós muitas vezes nos esquecemos de olhar para o próximo como ser humano e queremos muitas vezes transforma-los em máquinas perfeitas, ou deixamos de agir na autonomia e viramos heterônomos. Quando agimos na autonomia geralmente é por egoísmo, só assim lembramos que temos liberdade, pra traçar nosso caminho, buscar soluções, baseando assim no nosso direito de expressão,de ir e vir e muitas vezes nos afastamos do espiritual, fazendo assim, opções desrespeitosas e oprimindo, e estas atitudes não andam juntas com a filosofia, afinal, nós só fazemos escolhas que possam ser benéficas para nós mesmos, não importando se é superficial, somos seduzidos naturalmente pelo poder, onde assumimos mesmo que inconsciente a postura do totalitarismo, acontecendo instintivamenteo afastamento de pessoas, que muitas vezes temem serem prejudicadas ou até mesmo oprimidas. E a filosofia é busca mais aprofundada sobre as questões do mundo.





“... MUITAS RAZÕES NOS AFASTAM DA FILOSOFIA, PORQUE ELA NÃO ESTÁ ONDE SE AGE COM SUPERFICIALIDADE”.
(P.79)

Aquelas são algumas das razões do nosso...
tracking img