E isso ai

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2324 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PROFESSOR MSc. MAX LENO DE ALMEIDA
Matéria: ECONOMIA E MERCADO

Material para fins didáticos
- REVISÃO - Conceito de economia (parte
introdutória)
- Fonte: Vasconcellos, Marco Antonio Sandoval de – Fundamentos de
economia / Marco Antonio Sandoval de Vasconcellos, Manuel Enriquez
Garcia. – 2 ed. – São Paulo: Saraiva, 2005.

Conceito de Economia

A origem da palavra economia, ouoikosnomos, vem do grego.
Oikos (casa)
Nomos (norma, lei)
No sentido genérico, entende-se, como “Administração da coisa pública”.
O termo economia apresenta vários significados, tais como:
1. Economia (no sentido popular) – fazer economia, poupar, gastar menos em um determinado
ato de consumo.
2. Economia (no sentido do sistema econômico) – quando alguém pergunta como é a economia
de umdeterminado país. Existem algumas classificações que levam em consideração a
evolução do modo de produção como: escravista, feudal, mercantilista, socialista e capitalista.
3. Economia (no sentido de ciência econômica) – pode ser definida como a ciência social que
estuda a maneira pela qual os homens decidem empregar recursos escassos, afim de produzir
diferentes bens e serviços e atender àsnecessidades de consumo.
Assim, economia, é uma ciência social, já que objetiva atender às necessidades humanas.
Entretanto, depende das restrições físicas, devido à escassez de recursos ou fatores de produção
(mão-de-obra, capital, terra, matérias-primas).
Pode-se dizer que o objetivo de estudo da ciência econômica é a questão da escassez, ou seja,
como “economizar” recursos.
A escassez surge devidoàs necessidades humanas ilimitadas e à restrição física de recursos.
Afinal, o crescimento populacional renova as necessidades biológicas; o contínuo desejo de
elevação do padrão de vida e evolução tecnológica fazem com que surjam “novas” necessidades
(computador, freezer, DVD, CD, etc.). Nenhum país, pobre ou rico, dispõe de todos os recursos
produtivos para satisfazer as necessidades dapopulação. O Japão, por exemplo, precisa importar a
maior parte das matérias-primas que utiliza.
Se não houver escassez de recursos, ou seja, se todos os bens fossem abundantes (bens livres),
não haveria necessidade de estudarmos questões como inflação, crescimento econômico e
desemprego.
Alguns economistas atuais dizem que a economia é o estudo do sucesso, pois busca entender
porque ocorrem osproblemas econômicos com as pessoas, com as empresas e com os governos e
como fazer para resolvê-los.
A Questão da Escassez e os Problemas Econômicos Fundamentais
Todas as sociedades (sejam economias de mercado “capitalistas”, sejam centralizadas “socialistas”)
tem que fazer opções, escolhas entre alternativas, já que os recursos não são abundantes. Devem
fazer escolhas sobre O QUE E QUANTO,COMO E PARA QUEM PRODUZIR:
O QUE E QUANTO produzir: a sociedade deve decidir se produz mais bens de consumo ou bens
de capital. Em economias de mercado, o que e quanto produzir é sinalizado pelos consumidores (o
que é chamado de “soberania do consumidor”).
Em economias planificadas ou centralizadas, tipo chinesa, cubana e, soviética, a decisão é tomada
por um Órgão Central de Planejamento.2

COMO produzir: trata-se de uma questão de eficiência produtiva: serão utilizados métodos de
produção capital intensivos (aplicar todo capital) Ou terra intensivos (utilizar toda capacidade da
terra). Isso depende da disponibilidade de recursos de cada país.
PARA QUEM produzir: a sociedade deve decidir quais os setores que serão beneficiados na
distribuição do produto: trabalhadores,capitalistas ou proprietários da terra? Agricultura ou
indústria? Mercado interno ou externo? Região sul ou norte? Ou seja, trata-se de decidir como será
distribuída a renda gerada pela atividade econômica.

Resumindo:

Necessidades humanas
Ilimitadas
X



escassez



escolha →

- o que e quanto produzir
- como produzir
- para quem produzir

.
Recursos produtivos
Escassos...
tracking img