A vida de max weber

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2859 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A vida de Max Weber
Max Weber nasceu na cidade de Erfurt, na Turíngia, a 21 de abril de 1864. A Turíngia está hoje sumida no anonimito da República Democrática Alemã, o Estado comunista da Alemanha Oriental. Mas, em 1864, fazia parte dos domínios prussianos, dessa potência que foi a perplexidade e a obsessão de toda a vida de Weber. Sua família definia-se pelo protestantismo.Os antepassados deseu pai foram refugiados luteranos do Império Austríaco que se instalaram em Bielefeld e se tornaram importante comerciantes de tecidos. A família maternal remontava a Wilhelm von Wallenstein, alemão que servira nos exércitos do grande Gustavo Adolfo, "Leão do Norte e Baluarte da Fé Protestante". Os Wallensteins - nome que em sueco se pronuncia Fallenstein - tornaram-se intelectuais sui generis:mestres-escolas ou o que na Escócia teria o nome de dominies. Um deles entregou-se à bebida (o que parecia ser comum dos dominies) e abandonou sua esposa huguenote. Seu filho, G. F. Fallenstein, sofreu um período de perturbação mental, depois tornou-se apóstolo do nacionalismo e romantismo e do retorno às tradições populares alemães; após ter combatido contra Napoleão, alistou-se na polícia militardurante a ocupação de Paris em 1815 e, no ano seguinte, estava exercendo um cargo burocrático em Dusseldorf. Em Paris, esse homem adicionou ao seu românico nacionalismo alemão e ao ódio a Napoleão um inconveniente apego às idéias libertárias da Revolução Francesa. Disso resultou não ter progredido em sua casa carreira, no desconfiado mundo da Restauração, até ser nomeado em 1832 conselheiro doEstado (Regierungsrat) em Coblentz. Contraiu o seu segundo matrimônio em 1835 com Emilia Souchay, cuja filha, Helene Fallenstein, viria a ser a mãe de Max Weber.
Também os Souchay tinham um passado de refugiados por motivos de consciência religiosa: eram de origem calvinismo e tinham fugido de Orleães após a revogação dos editos de tolerância religiosa em favor dos Huguenotes, em 1685. Tornaram-seprósperos comerciantes em Francforte, com filiais de sua firma em Londres e Manchester. Fallenstein teve êxito financeiro a partir de seu casamento e em 1842 mudou-se para servir o governo prussiano em Berlim. Não teve o mesmo êxito em seu novo cargo e retirou-se para Heidelberg em 1847. Aí se ocupou em boas obras e em circular nos meios intelectuais então dominados pelos historiadores Schlossere seu discípulo Gervinus. Essa amizade seria importante para os destinos do jovem Weber.
Schlosser era adversário da nova História "científica" criada por Leopold von Ranke. Nenhuma História, disse ele, podia estar isenta de juízos se valor e de preconceitos decorrentes de considerações não-históricas. O historiador tem o dever moral de julgar homens e acontecimentos. A História não só se ensinaa si mesma como também é uma atividade ética que forma o caráter de seus estudantes e da vida pública dos mesmo. Gervinus estava entre os sete professores de Göttingen demitidos por constitucionalismo pela monarquia hanoveriana; participou do Parlamento liberal de Francfurt, em 1848, defendeu uma Alemanha federal e foi adversário irreconciliável de Bismarck e do império Hohenzollern. Weberdebater-se-ia a vida inteira, de modo inconcludente, com os problemas equacionados por esses estudiosos. Mas a influência de Gervinus seria mais que intelectual; afetaria a própria formação familiar, sensual e psicológica de Weber até ao dia de sua morte, pois Gervinus passara a viver no lar dos Fallenstein após a morte do chefe da casa. Tentou seduzir Helene, a mãe de Weber. Depois, procurou arranjarpara ela o casamento com um dos seus discípulos. Helene fugiu para casa de sua irmã, esposa do historiador Baumgarten, em Berlim, onde conheceu e casou com o pai de Max Weber. Ela jamais superou seu pavor à vida sexual e o casamento foi um rosário de infelicidade, beatismo e queixumes.
O homem com quem Helene se casou era o filho caçula da família de Bielefeld e nascera em 1836. Seu irmão mais...
tracking img