A vida cotidiana das profissionais do sexo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5285 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1 JUSTIFICATIVA
Este trabalho tem uma ênfase inicial na Psicologia Social que é onde está inserido o
contexto do tema que vamos abordar "A vida cotidiana das profissionais do Sexo", quais os
efeitos, causas e particularidades da prostituição, bem como se é realmente uma escolha feita
pelo indivíduo, até que ponto sua inclusão ou exclusão social interferem nessa "escolha". A
vida dasprofissionais do sexo, as antigas prostitutas, apesar dos longos anos desde a sua
iniciação social ainda é um tema bastante polêmico, que causa dúvidas, curiosidade e
impactos sociais deixando muitas questões em aberto.
A Psicologia Social vem de encontro a essas curiosidades geradas por parte da
sociedade. Muito embora, o papel primordial dessa ciência é esclarecer ou pelo menos tentar
amenizaresses conflitos que são gerados por aqueles que de certa forma "vivem" de forma
considerada fora dos padrões idealizado pela sociedade.
É justo que muitas dessas questões sejam abordadas e esclarecidas, a maneira como
essas profissionais do sexo vivem, sua integração social dentro do grupo ao qual pertencem,
processos discriminatórios, vida afetiva, financeira, e tudo aquilo que geralmentecomporta
outros âmbitos sociais que na verdade são considerados padronizados pela sociedade
contemporânea.
Este é um trabalho que usa de um enfoque social esclarecedor, conceitua e apresenta
comportamentos que seriam ideais dentro do contexto social em que vivemos e relata a
historia e o começo de uma profissão que hoje alimenta uma rede social bastante relevante e
que de maneira alguma pode seresquecida ou simplesmente ignorada.
Essa temática, juntamente com o enfoque dentro da Psicologia Social possibilita uma
visão menos preconceituosa, mais ativa e mais abrangente, tópicos que toda e qualquer forma
de sociedade, cultura, relacionamentos e inter-relações precisa ser abordado.
2 REVISÃO TEÓRICA
O autor Kenneth (2008), se refere a psicologia como sendo uma ciência do
comportamentohumano e a psicologia social como um ramo dessa ciência que lida com a
interação humana. Um dos maiores propósitos da ciência é o estabelecimento de leis gerais
por meio da observação sistemática. Para o psicólogo social, tais leis gerais são desenvolvidas
4
a fim de descrever e explicar a interação social. Essa visão tradicional da lei científica repetese
de uma ou outra forma em quase todasas pesquisas fundamentais do campo.
Jovchelovitch (2004) diz que a psicologia social no seu entendimento é a ciência do
"entre". Isso significa dizer que o lugar privilegiado do inquérito psicossocial não é nem o
indivíduo nem a sociedade, mas precisamente aquela zona nebulosa e híbrida que comporta as
relações entre os dois. O foco no "entre" é, obviamente, um dispositivo teórico, já queempiricamente nos deparamos sempre com instanciações objetivadas produzidas pelo espaço
relacional que constitui o "entre".
Comenta Todorov (2007), que assim como o ambiente pode ser analisado em
diferentes níveis, o comportamento pode ser entendido em diferentes graus de complexidade.
Não é a quantidade ou a qualidade de músculos ou glândulas envolvidas ou os movimentos
executados o queimporta. O comportamento não pode ser entendido isolado do contexto em
que ocorre. Não há sentido em uma descrição de comportamento sem referência ao ambiente,
como não há sentido, para a Psicologia, em uma descrição do ambiente apenas. A descrição
"Maria correu" é inútil para a análise do comportamento, sem antecedentes e conseqüentes do
evento descrito, nada se pode concluir do episódio. Osconceitos de comportamento e
ambiente e de resposta e estímulo são interdependentes. Um não pode ser definido sem
referência ao outro.
O autor Jodelet (1985) citada por Spink (1993), diz que as representações sociais são
modalidades de conhecimento prático orientadas para a comunicação e para a compreensão
do contexto social, material e ideativo em que vivemos. São, conseqüentemente, formas de...
tracking img