A Psicologia E Os Transtornos Alimentares

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1515 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
Uma abordagem psicológica
da obesidade e dos
transtornos alimentares.

Disciplina de Fisiologia
Curso de Psicologia
Turma de 2002.1
ƒ Equipe:
Equipe:
ƒ
ƒ
ƒ
ƒ
ƒ
ƒ

Eveline Dantas Nogueira
Maria Tarciana de A. Barros
Rubens Carlôto
Sarah Teófilo de Sá Roriz
Thaís Nara Santos Martins
Yllana Carneiro da Costa

0089354
0089460
0016128
0108537
0089540
0089583

Sistema digestivo e o psiquismo
ƒ Arelação entre distúrbios do aparelho

digestivo e o sofrimento psíquico é uma
das mais antigas noções da
psicossomática.
psicossomática.
ƒ Dois componentes do tubo digestivo,
digestivo, a
boca e o ânus,
ânus, são importantes vias de
comunicação do interior do organismo
com o meio externo.
externo.
ƒ A relação do tubo digestivo com o S.N.A.

A Obesidade
ƒ A obesidade é resultado da conjugação de
váriosfatores, tais como genéticos, familiares,
ambientais, psicológicos, comportamentais, etc.

ƒ Muitos casos de obesidade estão relacionados
com o comer em excesso, outros casos
resultam de desequilíbrio herdado entre os
centros da fome e da saciedade no hipotálamo.

ƒ O Ato de comer e defecar encerram os
primeiros tipos de relação humana e são
veículos de comunicação do recémrecém-nascido
com o meioexterno.
externo.
ƒ O Ato de comer encerra ainda significados
simbólicos diversos do ponto de vista
psicológico,
psicológico, tais como o desejo hostil de
erradicar o outro,
outro, a necessidade de amor,
amor, o
medo de sofrer privação e o receio à separação.
separação.

O hipotálamo
ƒ É a porção da ponta anterior do diencéfalo
que se encontra abaixo do sulco
hipotalâmico e à frente dos núcleosinterpedunculares.
ƒ As principais funções envolvem uma
resposta específica para um estímulo em
particular.

ƒ

1

Centros da fome e da saciedade
no hipotálamo

Cálculo para a obesidade
ƒ O mais utilizado é o IMC (Índice de Massa
Corpórea).

ƒ Núcleo paraventricular lateral:
Centro da fome.

ƒ Núcleo ventromedial:
Centro da saciedade.

ƒ IMC= peso/altura²
ƒ Se o resultado for entre
ƒ
ƒ
ƒ
ƒ
ƒ18,5 e 24,5: peso considerado normal.
25 e 29,5: pessoa tem sobre peso.
30 e 34,5: obesidade nível 1.
35 e 39,9: obesidade nível 2.
Acima de 40: obesidade nível 3.

A Obesidade
ƒ Se o resultado estiver entre os três últimos
níveis (obesidade tipo 1, 2 e 3) estão
também enquadrados na obesidade
mórbida. Além de ser crescente o número
de pessoas obesas, é cada vez mais
comum a passagem de um nívelpara o
outro.

Obesidade Reativa
ƒ O indivíduo passa a ingerir mais

alimentos, conseqüentemente ganhando
mais peso, geralmente como reação a
eventos da vida carregados de um grande
teor psicológico, que acaba atuando
como fator desencadeante da obesidade,
exemplos:
A perda de um ente querido, perda de
um emprego, gravidez indesejada, etc.

ƒ Tipos de obesidade:
‰Obesidade de desenvolvimento:
Oindivíduo que é obeso desde bebê.

‰Obesidade reativa:
O indivíduo que engorda na adolescência
ou na idade adulta.

ƒ A pessoa passa a usar o comida como uma

fuga, uma válvula de escape para suas
emoções; sejam elas raiva, amor, ansiedade,
depressão, etc.
ƒ A depressão está presente em cerca de 100%
dos casos de obesidade, sob diferentes formas
de manifestação. Porém é preciso diferenciar adepressão nesses casos nem sempre se
apresenta como doença, conhecida como
depressão maior.

ƒ

2

As implicações da obesidade no
corpo e no psiquismo
ƒ Alterações do sono e do apetite;
ƒ Baixa autoauto-estima, sentimento de
inferioridade;

ƒ Irritabilidade, alta sudorese;
ƒ Diminuição da libido;
ƒ Problemas cardiovasculares e de
locomoção.

Perfil psicológico do sujeito com
obesidade
ƒ São pessoasmuito perceptíveis e sensíveis,

que desenvolvem desde criança a fantasia de
que, com sua onipotência, seriam capazes de
corrigir tudo que acontecem de errado à sua
volta. Se algo não funciona bem, a culpa
invariavelmente é sua. Como a
responsabilidade passa a ser enorme, acabam
tendo dificuldade em adquirir independência. Ao
mesmo tempo, que optam por machucar a si
próprios e agüentar tudo (até...
tracking img