A mensagem subliminar no cinema

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4051 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Mensagem Subliminar no cinema:
A primeira experiência
A primeira experiência com mensagem subliminar no cinema oficialmente ocorreu em 1956. Este fato veio a público por meio de uma publicação no jornal 'Sunday Times' de Londres, em 10 de junho de 1956, através de seu correspondente em Nova York. Jim Vicary instalou em um cinema de Nova Jersey um segundo projetor, que tem capacidade paraprojetar imagens com a velocidade de 1/3.000 de segundos, ou seja, totalmente imperceptível conscientemente aos olhos humanos. Este aparelho projetou as frases 'Eat Popcorn' e 'Drink Coke' respectivamente, sobre a tela, durante a projeção do filme "Picnic", com Kim Novac ('Férias de Amor' no Brasil). Observou-se um aumento considerável de vendas dos dois produtos. A experiência se repetiu novamentepoucos dias depois, e os dados oficialmente computados registraram que a mensagem escondida e percebida inconscientemente "Beba Coca" provocou um aumento das vendas do refrigerante da ordem de 57,7 % e "Coma pipoca" da ordem de 18,10% no consumo de pipocas. Alguns autores e pesquisadores nesta área tem se confundido ao classificar a experiência de Vicary como a de ''inserção de imagens" usada pelaDisney nos desenhos animados. Esta técnica consiste em inserir ou 'esconder' uma imagem a cada 24 quadros por segundo, que é o mínimo que o olho humano precisa para ter noção do movimento. A técnica de se inserir mensagens comerciais dissimuladas de produtos no cinema e televisão é comumente chamada de 'merchandising' (lê-se: merchandáising). A técnica não é nada recente. Na década de 30 o cinemaamericano já se utilizava deste artificio para cobrir parte ou até a totalidade dos custos de produção. No Brasil, desde o tempo da 'Cinédia' ou 'Atlântida' vários produtos eram anunciados nas cenas das chanchadas em troca de ajuda financeira para cobertura de despejas nas filmagens. (vide revista Marketing-jul/87) O cinema tem sido responsável também pelo crescente aumento da delinqüência eviolência juvenil. De acordo com Luiz Gondim, psiquiatra, há uma indefinição, uma imaturidade própria da idade. Na falta de um referencial, os jovens imitam os personagens de Van Damme, Stallone, entre outros, dos filmes violentos. A mídia é responsável por esta geração violenta. Os personagens das novelas são quase sempre, mau caráter. São estes valores que crianças e jovens estão recebendo. O que vocêvê nos Shoppings são mães imitando a moda da programação da TV, com as filhas vestidas a caráter. A psicóloga Loren Bisk, que lida com assuntos religiosos, diz que 'estamos diante de uma conhecida revolta de adolescentes, movidos por radicalismos. Segundo ela, o fundamentalismo religioso explica o satanismo infantil, comum aos criminosos. Há vinte anos atrás, o filme "O Exorcista" viriarevolucionar todo conceito sobre suspense, terror, medo e sadomasoquismo já levados às telas. Como explicar que até as cenas silenciosas pudessem causar um suspense tão palpitante? Por que cenas de possessão e exorcismo tão reais como nunca vistas antes, foram tão imitadas ou copiadas por dezenas de outros filmes que o sucederam? Deveria haver algo por trás, algo que não vemos, manipulando o subconsciente.Segundo W.B.Key, o produtor deste filme admitiu publicamente que ele continha 'mensagens subliminares' violentas e assustadoras (Media Sexploitation, pag.98a116). E o que dizer do "Silencio dos Inocentes", filme produzido pela Orion, estúdio as portas da falência e que , com um investimento ínfimo se comparado as superproduções de Spielberg, consegue arrebatar o "Oscar" de melhor filme, melhordiretor, melhor ator, melhor atriz e melhor roteiro adaptado? E o "Clube da Luta" com inserções subliminares no final do filme, com apologia ao sexo e a violência? E o "Diário de um adolescente", com Leonardo de Cáprio, que tem inspirado tantos jovens e adolescentes a cometerem delitos impensáveis dentro das salas de aula? E na nossa sociedade, como explicar a crescente dissolução das famílias, a...
tracking img