A matriz liberal e a matriz marxista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1283 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O pensamento liberal surge em oposição ao pensamento conservador do Antigo Regime. Nasce como contradição as teorias defendidas pelo regime monárquico, que se baseava invocando o direito divino de reinar. Nesse cenário ocorre uma conceitualização filosófica no, século XVII, como Thomas Hobbes, assim como os fisiologistas ingleses Adam Smith e outros. Ela conseguiu sobrepor-se aos valores doantigo regime. Isso por conta de que após a Revolução Francesa a burguesia conquistou o poder político, pois já detinham o poder econômico, e impondo o liberalismo. Um dos motivos dessa hegemonia poderia ser atribuída justamente ao poder econômico da nova classe dominante.
Essa concepção parte do jus naturalismo, conceito que estuda o direito natural como fonte de todo direito. Filósofos comoThomas Hobbes, John Locke, Montesquieu e Rousseau forma a base do pensamento liberal. Buscam estudar a sociedade a partir da ideia do direito natural. Nos primórdios o homem vivia em total liberdade, em estado de anomia. Não havia restrição a nada que o ser humano pudesse fazer, a não ser a lei natural, como direito a vida e a propriedade. A vida em sociedade, civil, não era natural. Dessa formaporque o homem passaria a viver em sociedade e aceitar o domínio do Estado?
A resposta de todos esses filósofos era a mesma: por segurança de si e de seus bens.
Para Hobbes o no direito natural a humanidade vivia em estado de guerra. Assim o homem cede um pouco de sua liberdade, em sua submissão ao Estado, para que este garanta seus direitos naturais. Já para Montesquieu e Rousseau o estado deguerra se dá quando surge o Estado. Pois a guerra não se dá entre indivíduos, mas entre Estados. Pois os homens passam a ser não mais como iguais todavia como soldados. Entretanto para Locke não é uma coisa nem outra, mas os homens ao se unirem formando a vida civil se pactuam para se fortalecerem e garantir a liberdade e a propriedade.
Desta forma, os direitos humanos inalienáveis, preservação daliberdade e da propriedade, seria considerada, cláusula pétrea de qualquer contrato social, senão seria contraria a existência do próprio Estado. Desta forma a legitimidade do Estado que era dada a explicação da dominação dos reis e príncipes, passou para uma noção de representação popular, fundamentando o poder político. Esse poder de agora, seria delegado pelos governados, e não mais por unçãode Deus, abrindo caminho para o surgimento da democracia nos Estados Liberais, consagrando o princípio da soberania popular. Porem, a democracia era tida no princípio como governo da maioria, desconhecendo limites, já no liberalismo o poder do Estado seria sempre limitado pelos direitos naturais. Para evitar este risco os liberais recomendariam não só a restrição do direito de participação políticaàs classes educadas e proprietárias, como a garantia de direito de expressão para as minorias. Porém vimos pela experiência que nem uma nem outra foram observadas na implantação das democracias burguesas.
Não se baseavam no método histórico, na tradição, para chegarem a essas conclusões, mas ao método dedutivo indutivo. Essa ideia de pacto social derruba as determinações do poder até entãodominantes na Europa. É radical humanista ao conferirão homem o poder dos governantes, até das monarquias, pela união da vontade de toda a sociedade e não pelo Direito divino.
Outro grande pensador liberal foi Stuart Mill, discípulo de do filósofo jus naturalista utilitarista Jeremy Benthan. Ele presenciou o surgimento das classes operárias, da burguesia industrial e financeira inglesas, e auniversalização da economia. Stuart Mill foi um precursor do pensamento liberal do século passado, seus ideais trariam um impacto social e político, pois trariam novos rumos no contexto universal de direitos e participações humanitárias. Para ele, o voto era uma forma de poder que deveria ser estendida a todos os trabalhadores, a fim de defender seus direitos e interesses. Era a favor de um sistema...
tracking img