A ilustre casa de ramires

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3784 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A Ilustre Casa de Ramires

Introdução
A Ilustre Casa de Ramires é um romance baseado no cruzamento de duas narrativas. A primeira consiste na trajetória de um fidalgo português (Gonçalo Mendes Ramires) cujo destino se confunde com o de Portugal. A segunda é uma novela que narra um episódio heróico da vida de um de seus antepassados: Tructesindo Ramires.


Resumo

O Romance deGonçalo Ramires
Gonçalo Mendes Ramires retorna - após a conclusão do curso de Direito em Coimbra e após uma breve estadia em Lisboa - para suas terras no interior de Portugal, próximas à cidade de Oliveira e à Vila Clara. Aí reencontra a mesma monotonia provinciana de anos atrás.
Sua irmã, Graça Ramires, está casada com o rico e simplório José Barrolo, chamado pelos colegas de bacoco, num clarodeboche de sua simplicidade de parvo .
Os seus bons e inseparáveis companheiros, Titó (Antônio Villalobos), João Gouveia (Administrador da aldeia de Vila Clara) e o músico Videirinha - que há muito vem escrevendo um fado, ajudado pelo padre Soeiro, sobre os feitos heróicos da ilustre casa de Ramires - continuam os mesmos. E os criados da casa, Rosa e Bento estão a levar a vida de sempre.Acima de tudo, o oprime a mediocridade da vida provinciana e a necessidade imperativa de se impor na vida política nacional, o que lhe parece ser a única saída possível para a sua condição de fidalgo decaído.
Dentro deste espírito e incitado por um amigo, o José Castanheiro (editor de uma revista a ser lançada em breve e chamada Anais de Literatura e de História), ele resolve escrever umanovela (A Torre de D. Ramires) sobre um velho e ilustre antepassado: Tructesindo Ramires.
Assim, tendo como cenário os restos da antiga fortificação medieval erguida por seus remotíssimos avós, e que se encontram na sua Quinta de Santa Irinéia, ele se põe a recontar a história de sua casa e de Portugal. Da fortificação resta, na verdade, apenas os escombros da velha torre, como do glorioso passadoportuguês resta apenas a recordação .
Para tal fim Gonçalo lança mão um poema já escrito por um tio materno, que ele - com ajuda de outros livros de inspiração medieval (Alexandre Herculano e Walter Scott) -vai vertendo para uma prosa na maioria das vezes banal. No entanto, a tarefa não é fácil e muitas vezes se torna estafante.
Paralelamente à escritura da novela, ele se envolve com asatividades do cotidiano, que passam pela administração da quinta, e é obrigado a enfrentar situações que demonstram a fraqueza de seu caráter.
A mais marcante se dá quando ele se vê obrigado a arrendar a quinta para um lavrador conhecido como José Casco, e empenha sua palavra no negócio. Porém, logo em seguida um outro lavrador melhor qualificado, o Manuel Pereira , lhe oferece uma quantia maiorpelo mesmo direito de arrendamento, e Gonçalo aceita a segunda proposta se esquecendo da palavra já empenhada ao Casco.
Aliás este episódio coincide narrativamente com um momento no qual Gonçalo conta os feitos heróicos de seu longínquo antepassado Tructesindo, que justamente entra num combate para não recuar da palavra empenhada. Aqui Eça de Queirós, através de uma ironia fina, demonstra ocaráter frágil desta aristocracia incapaz de dar continuidade à grandeza do passado português. Porém, lentamente Gonçalo caminhará para a redescoberta destes valores heróicos de seu passado, alterando sua trajetória pessoal.
A transformação de Gonçalo pode ser interpretada como um símbolo do destino Português, e traz elementos típicos do romance de formação.
Outro fato também odesagrada sumamente: o sucesso político de André Cavaleiro, outrora seu grande amigo, e “namorado” de sua irmã . Gonçalo nutre por ele um ódio que se manifesta publicamente por meio de comentários violentos envolvendo via de regra a bigodeira do Cavaleiro. Este, por sua vez, ocupa agora o lugar de Governador Civil de Oliveira, cargo antes exercido pelo falecido pai de Gonçalo. A ruptura, sem nenhuma...
tracking img