A hidroterapia no tratamento de pacientes com doença de parkinson

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 5 (1104 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 28 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Doença de Parkinson é uma patologia crônica neurodegenerativa progressiva caracterizada por tremores, rigidez muscular, bradicinesia, micrografia, “face de máscara”, perda de equilíbrio, alteração postural, déficit na marcha e conseqüente perda funcional. Esta doença acomete 20% da população mundial sendo a incidência distribuída igualmente entre homens e mulheres, tendo início entre 35 a 60anos de idade, sendo sua incidência aumentada com o envelhecimento da população mundial, (Melnick, 1994).
A patologia da Doença de Parkinson consiste na degeneração de neurônios dopaminérgicos da substância negra, ocasionando uma redução das reservas de dopamina desta. A etiologia desta doença na maioria dos casos é idiopática; supõem-se que ela ocorra devido a um processo viral lento ou aosefeitos a longo prazo de um processo infeccioso anterior, outros possíveis causas são a intoxicação, tumores, arterioesclerose toxinas ambientais, e déficit metabólico, (Melnick, 1994; Rosa, 2002).
A Doença de Parkinson pode ser dividida em Parkinsonismo primário (idiopático) e Parkinsonismo secundário induzido pelo uso de medicamentos tais como (cinarizina, lítio, metoclopramina, antipsicóticos),por intoxicação (metanol, cianeto, Mn, CO), ou por infecções no SNC (SIDA).
O Mal de Parkinson tem como conseqüência à perda de neurônios dopaminérgicos, a diminuição progressiva de função e AVD’S. Em pessoas “normais” esses neurônios tendem a sofrer uma diminuição lenta e progressiva com o envelhecimento, geralmente inicia-se aos 20 anos de vida, mas não acarreta nenhuma disfunção neurológica enem motora. Portanto o Mal de Parkinson é descrito como uma aceleração anormal do processo de envelhecimento, (Melnick, 1994).

Sinais e sintomas

Tremores
É uma das características mais conhecida e facilmente identificável dos sinais da doença. Sendo em 70% a 75% dos casos a primeira manifestação motora do paciente, (Rosa, 2002). O tremor é descrito como sendo de repouso, podendo seexarcebar durante a marcha, no esforço mental, e em situações de tensão emocional; diminui com a movimentação voluntária do segmento afetado e desaparece com o sono. Costuma geralmente ser distal envolvendo preferencialmente mão e dedos, tendo seu início unilateral, podendo com a evolução da doença torna-se bilateral, (Melnick, 1994; Rosa, 2002).

Bradicinesia
A bradicinesia é um distúrbiocaracterizado por uma diminuição nos movimentos e lentidão na iniciação e execussão de ações motoras voluntárias e automáticas, (Rosa, 2002), associadas a alteração de direção e habilidade para interromper um movimento e depois reinicia-lo, (Melnick, 1994). Sinais precoces já podem estar presentes distalmente, no estágio inicial da doença, observado na leve alteração da destreza manual. Este sintoma piora coma evolução da doença afetando todos os grupos musculares. Este tipo de desordem motora engloba incapacidade de sustentar movimentos repetitivos, fadigabilidade anormal e dificuldade de realizar atos motores complexos - ex.: abotoar uma camisa, (Rosa, 2002)

Rigidez
É causada pelo aumento involuntário do tônus muscular, podendo afetar todos os grupos musculares, tanto flexores quanto extensoresacometendo principalmente os flexores. A resistência à movimentação causada pela hipertonia plástica pode ser contínua (uniforme ao longo do movimento), ou intermitente (roda denteada) durante a distenção passiva, podendo ser exarcebada se o paciente realizar movimento voluntário com o membro contralateral. A rigidez muscular determina alterações típicas da postura, com autoflexão de tronco esemi-flexão de membros , influenciando também para a alteração da marcha, falta de equilíbrio, alteração postural, e diminuição da ADM, (Melnick, 1994; Rosa, 2002)

Marcha e Postura
A anormalidade da marcha e da postura é caracterizada pela rigidez, bradicinesia, e falta de movimentos associados ou desarmonia motora. Na marcha o paciente se move em bloco, como corpo fletido para frente...
tracking img