A estrutura apresentada por norberto bobbio para um ordenamento juridico e coerente e adequada a realidade?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (335 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Texto Crítico ATPS:


É perceptível a visão positivista de Bobbio, que ao longo do texto se mostra clara e objetiva. Levando em consideração sua visão positivista do Direito, que acredita naciência e não no direito natural com base no divino. Bobbio defende o ordenamento jurídico(conjunto) e não a norma em si.
Não é possível definir o que é Direito analisando apenas a norma. Usaentão alguns critérios oferecidos pela teoria da norma para tentar essa caracterização, com o critério formal, o material, do sujeito que põe a norma e o critério do sujeito ao qual a norma é destinada.Vários fatores levam a crer que o Direito não pode ser simplesmente relacionado a norma, mas sim ao conjunto delas(ordenamento). Onde o ordenamento não existe sem a norma. Em uma sociedade quefosse conduzida com apenas uma norma, além de gerar conflitos, tornaria insuportável a convivência, pondo em risco as inter-relações sociais.
Bobbio defende a ideia de que para estar completo oordenamento jurídico, é preciso sanção para manter a organização. Levanta questões que excluem a existência de uma única norma jurídica. Ao fazer isso, sua visão de ordenamento fica muito clara, e éexposta durante o texto.
Sabe-se que o ordenamento surge de várias formas para manter a convivência, evitar e solucionar conflitos. Uma norma acaba dando espaço para a criação de outras.Encontram-se nas normas, os comandos de comandar(nove tipos; por exemplo: mandam ordenar, proíbem ordenar, permitem ordenar, etc). Bobbio concorda com Kelsen em relação ao plano das nomas. As formasfundamentais seriam as supremas e existem abaixo delas as superiores e ainda as inferiores. Demonstrando uma hierarquia de normas.
Bobbio defende que é preciso usar a força como objeto de direito. Poissem esse instrumento as normas se tornariam ineficazes. Não se pode dizer que a coerência é uma condição de validade, e sim para a justiça do ordenamento. Pois não se pode, através de contradições...
tracking img